O Habitual

Mas porque haveriam de fazer um estudo sério sobre uma matéria que foi decidida politicamente há muito, numa ampla coligação de interesses no envelope financeiro que irá olear as finanças locais? Claro que os estudos feitos pelos próprios darão sempre resultados “positivos”. Com jeitinho até se verificará o aumento da “auto-estima” dos autarcas.

Isto é uma palhaçada completa.

Apesar de o Governo já ter aprovado o caminho para a municipalização da Educação, Jorge Martins, investigador no Centro de Investigação e Intervenção Educativas, entende que o balanço dos 15 projectos-piloto implementados no último ano lectivo ainda está por fazer. “São necessários dados que resultem de uma avaliação científica e que não existem”, defende este especialista.

O Ministério da Educação não promoveu nenhum estudo sobre o seu impacto global, estando neste momento a analisar os relatórios de cada uma das comissões de acompanhamento constituídas nos municípios. Essas são as únicas avaliações desta iniciativa e apresentam invariavelmente os resultados como “positivos”. “Qualquer avaliação que seja feita nesta fase será sempre muito focalizada nas especificidades locais”, adverte Jorge Martins.

Quanto aos pais… nunca os confundamos com o Ascensão das parcerias que o impedem de falar nos dias ímpares de assuntos mais delicados, até porque também deveríamos ouvir “as mães”.

clown

 

Anúncios

One thought on “O Habitual

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s