Os Foliões

A noite de ontem foi especialmente carnavalesca, com destaque para a TVI e a CMTV.

Na primeira, apareceu um ex-pm a atacar (ou a defender-se nas suas palavras) dos escritos de um ex-pr. Não sei qual deles o pior em diversas matérias. Pelo meio, um mail envolvendo um jornalista (?) que teria aceite participar numa espécie de conspiração para inventar notícias, mail esse que sem espanto foi divulgado pelo DN. A ser verdadeiro, o mail é importante, assim como o que nele é escrito. O problema é que, provavelmente, teremos hoje a defender a relevância do dito mail muita gente que defende a irrelevância dos sms relacionados com a cgd e a defender a irrelevância daquele quem defende a relevância destes. O costume. Pelo meio, um jornalista (?) disponível para plantar notícias. à volta, duas das principais figuras do Estado em tricas rascas, descendo sempre um pequeno patamar em direcção ao abismo, mesmo se são sabidas algumas coisas parecidas sobre os pares Eanes/Soares e Soares/Cavaco.

Na segunda, um jornalista (?) da própria casa foi confrontada em modo suave com gravações de conversas suas a confirmar que, com outros comentadores televisivos do seu clube (nem está em causa se é o deles ou o meu), combinavam declarações para as noites de 2ª feira nos canais em que aparecem, preocupados apenas em medir a “cacetada” dada às vítimas do dia, com uma preocupação marginal com a verdade dos factos. O cara de pau em causa teve o desplante de afirmar que aquilo fora uma “brincadeira” (seguindo exactamente a mesma argumentação de outra criatura similar, chateada com a falta de avença) que ocorrera no contexto de uma “formação” ou “aulas” numa Universidade. Mas aquele exemplo de ética no jornalismo dá “formação” ou “aulas” numa Universidade? E quem é capaz de continuar naquele programa a olhar para a cara dele – por uma vez embaraçada e a anunciar que disse mais baboseiras que terão sido gravadas – e a aceitar que ele seja tratado como “jornalista”? Não há, por ali, nenhuma necessidade de “avaliação do desempenho”, de seguir alguma ética ou deontologia profissional, ou a farpela de “comentador” justifica tudo? Hoje, por certo, as posições sobre o ocorrido serão tomadas de acordo com as cores clubísticas, sem capacidade de se ver o que os factos indesmentíveis representam de podridão a tantos níveis.

carnaval

(imagem colhida aqui)

 

Anúncios

2 thoughts on “Os Foliões

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s