Sãozinha, Querida, Get a Life!

“No limite se nós acharmos que ninguém pode ter uma vida profissional antes de cargos governativos, então vamos ter um problema muito grande porque só podem ser governantes professores, académicos, professores de liceu e gente que não tem uma vida privada. Vale a pena perguntar se é o sistema que nós queremos e se é essa democracia que queremos construir”, frisou.

Encontra-se mais rapidamente uma criatura com défice social do que uma política capaz. Já sabia que não gostas de profes, que os achas gente menor, mesmo os académicos, que não são empreendedores como os falidos que fazem as maravilhas engomadinhos do teu partido.

Olha, rapariga… vai-te tratar, que bem precisas de fazer alguma coisa que não ser líder política. Eu sei que os padrões andam muito baixos, mas mesmo assim…

(já agora… os professores de liceu eram nos tempos da outra senhora que, pelo menos, tinha um pouco mais de maneiras à mesa que tu…)

Cristas

Advertisements

20 thoughts on “Sãozinha, Querida, Get a Life!

  1. Ela prefere os empreendedores com dinheiros públicos. E estes não se resumem ao políticos dos diferentes quadrantes que têm passado pelo aparelho de estado, há uns quantos donos de “padarias portuguesas” e criadores de “startups” especialistas em sacar euros do caneco dos fundos estruturais (mas aos quais não se têm ido buscar fundos para requalificar e apetrechar as escolas, por exemplo).

    Já agora, ainda a propósito do perfil do aluno, parecer o conselho das escolas.

  2. Não há má publicidade.
    Por isso, acho que não vale a pena sequer referir a existência desta coisinha ou o que quer que expele pela cloaca.
    Ignorar estas bestinhas é o melhor. Falar deles é dar-lhes mais importância do que merecem.

  3. Informa-se o blogger PG dos seguintes factos relativos a Assunção Cristas, que desmentem as acusações de desprezo pela classe dos professores feitas no post:

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Assun%C3%A7%C3%A3o_Cristas

    Foi assistente da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, entre 1997 e 1999, onde já era monitora, desde 1995

    Foi professora convidada na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa. Prosseguiu a sua carreira como professora auxiliar, em 2005, e professora associada, em 2009.
    Como assistente convidada, também lecionou no Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna (ISCPSI)

  4. Realmente eles não gostam dos professores mas muitos, muitos mesmo, fazem perninhas por lá… ora pois… que a coisa deve dar o seu jeito – claro que no superior pois a coisa, por muito grande que seja a grossura, fica sempre com ar de grande finura…

  5. Ainda bem que temos professores com tanto bom senso e tanta educação. fico mais descansado para as gerações futuras…um bocadinho mais de respeito??? e que tal interpretar as palavras ditas pelos outros?

    1. Interpretar? É capaz de ser pior… porque aí eu teria de dizer que ela prefere a malta que saltita de um lado para o outro entre poder político e interesses privados com escasso decoro.

      E sinto-me com escassa vontade para tratar com “respeito” quem confunde “vida privada” com vida em empresas privadas, coisa que os professores (mesmo do ensino público) podem ter, a menos que isso se reserve para chefes de gabinete, secretários de Estado e outras clientelas.

      Já agora, não hesite em usar maiúsculas depois dos pontos finais.

  6. A dita senhora desceu completamente na minha consideração, mas numa coisa tem razão. Já não tenho vida privada. Centenas de alunos, com horário de 25 horas, e trabalho à noite e fins-de-semana. Toma.

  7. Sãozinha arranja um emprego decente.

    Cristas gera indignação com comentário sobre professores

    Assunção Cristas está a ser alvo de críticas nas redes sociais. O motivo? A defesa que encontrou para as notícias que neste fim de semana visavam a atividade profissional do ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais Paulo Núncio e o seu envolvimento como fiscalista na criação de 120 empresas na Zona Franca da Madeira e no apoio jurídico dado à empresa de Petróleos da Venezuela responsável por grande parte das transferências para offshores feitas pelo BES entre 2011 e 2014.
    (…)
    Ler mais:https://sol.sapo.pt/artigo/553218/cristas-gera-indignacao-com-comentario-sobre-professores

  8. Até tossi, tia.
    É incrível como vocês se enterram:

    “O BES poderia ser um problema”?

    Já vocês sabiam da máfia toda. Vocês trabalham todos para a Venezuela? Não sei, estou a perguntar…

    (…) Alguma vez antes da queda do banco o assunto BES subiu a Conselho de Ministros?
    O assunto BES nunca foi discutido em Conselho de Ministros com profundidade. Já disse isto.

    Com profundidade ou nunca, sem profundidade sequer?
    Referido apenas. Recordo-me de uma vez ter sido referido a propósito dos doze mil milhões para a banca. Lembram-se, na altura o líder do PS, [António José] Seguro, sugeriu que se utilizasse uma parte desse dinheiro para injectar na economia. Lembro-me de, uma vez no Conselho de Ministros, o primeiro-ministro ter dito: não faz sentido fazermos isso porque não sabemos se não pode vir a aparecer algum problema. Lembro-me vagamente de ter referido que o BES poderia ser um problema. Acho que foi por aqui. Não posso garantir tudo porque, de vez em quando, havia um ou outro Conselho de Ministros em que eu não estava, por razões de representação do ministério. Mas discussão em profundidade do problema do BES, das soluções, das alternativas, das hipóteses, isso nunca aconteceu. (…)
    https://www.publico.pt/2017/03/13/politica/noticia/nem-bes-nem-banif-nem-cgd-o-conselho-de-ministros-nunca-foi-envolvido-nas-questoes-da-banca-1764773

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s