João Costa Über Alles

O secretário de Estado da Educação parece ter assumido como uma questão de orgulho pessoal a sua reforma curricular, no sentido de uma muito anunciada “flexibilização”, assim como de um conjunto de “aprendizagens essenciais”. A reforma é, em meu entender, apressada, ideológica e pouco coerente com muito do que a deveria envolver.

Perante diversos sinais vindos do alto no sentido de ponderar melhor as coisas, de não confundir diálogo com os amigos com diálogo com as escolas e os professores e de perceber que é mais outro a querer mudar tudo num par de anos, João Costa decidiu forçar as coisas, fazer uma fuga para a frente, pedindo aos seus apoiantes para se manifestarem através de uma clássica carta aberta de que tive conhecimento pelo Alexandre (o grande apoiante desta “mudança” na blogosfera) e no Acção Socialista, desculpem, Diário de Notícias.

Ao ler ali uma lista de tantas associações de professores no documento, tanta gente ao lado, atrás, ao redor do secretário de Estado a manifestar o seu apoio ia ficando comovido. Mas depois… lembrei-me o quanto sou velho nisto e o quanto sou calejado nestas artes de cartas abertas de apoio a governantes.

E descarreguei o documento (carta-aberta-das-Associacoes-Professores) e fui ver as suas propriedades e a sua autoria. E deu isto:

CArtaAssoc

E é agora que vocêses todos me perguntam… e quem é, Matusalém Arcaico, a senhora (drª) Luísa Ucha?

É Luísa Maria Ucha Silva, adjunta do Gabinete do Secretário de Estado da Educação. Com um currículo interessante na Direção-Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular.

Eu penso que não é preciso fazer um desenho para vos explicar o resto…

(a hora da modificação do documento é a hora em que fiz o download…)

Anúncios

32 thoughts on “João Costa Über Alles

  1. É melhor explicar muito bem explicadinho, porque há quem ainda não tenha percebido por iliteracia digital… E depois são os outros que tentam controlar a opinião pública…

    1. Eu consultei o documento e as suas propriedades. Reconheço que atribui a autoria a uma pessoa próxima da APG… em nenhum momento disse que a APG discordava do conteúdo.

      Quanto a “falsos testemunhos”, seria melhor perceber-se quem os levanta…

  2. Ora bem… o post explica-se a si mesmo…
    Já sei que o documento poderá ser uma “acta negocial”… que os signatários concordam com o conteúdo…

    Não é isso que está em causa.

    É o “circuito” disto tudo… como se encenam vagas de fundo.
    Claro que eu sei que há quem apoie isto..-. não duvido. Só que não sei quantos associados têm algumas destas organizações, como decidem apoiar… se consultam os associados… etc.

    As críticas que faço ao funcionamento dos sindicatos estendo-as a todas as organizações que sejam top down.

  3. Não sei se isso prova alguma coisa.
    Por acaso fiz o mesmo exercício com a primeira versão que circulou na net do perfil do aluno, ainda em formato word, e também era da mesma “autora”.
    Provavelmente é apenas a divulgadora oficiosa dos documentos…

      1. Vamos a ver se nos entendemos para que as coisas não enveredem pelo surrealismo… vocês concordam com o conteúdo, pronto.
        Mas façam o damage control sem me chamarem estúpido, pode ser?

        Até podem defender a semestralização!

        Eu preferiria uma área de “Ciências Sociais” no 3º ciclo. Com pés e cabeça. Sem andarem a ver se cortam daqui para meter ali,

        Uma manhã (4-5 tempos) para isso… outra para Ciências… outra para Artes Expressões… outra para Línguas… e outra para coisas “estruturantes”…

        Eu não estou contra “mudar”. O que me custa é o spin metido nisto.

  4. Cara “Associação de Professores de Geografia”…

    Releiam o que escrevi.
    O que está e o que não está.
    Nunca disse que o documento vai contra as vossas convicções… está lá algo a esse respeito?
    Não.
    Está a demonstração das propriedades do documento… em que a autoria coincide com alguém que é do gabinete do SE e também próxima da APG.

    Dito isto… onde está algum “falso testemunho”?

    Posso é dar a minha opinião acerca disto… que me parece mais “político” do que outra coisa. Que é uma posição tomada para apoiar alguém num momento em que vê o trabalho de meses a ser entravado e não é por mim… eu sou um gajo que dá aulas todas as semanas… todinhas… com turmas e tudo, como os colegas deverão ser, com certeza.

    Pronto, eu prometo que da próxima vez não desconfio e não abro as propriedades do documento e até publico sem comentar nada…

  5. Falou-se nos bastidores de um novo grupo de Expressão Físico-motora do tipo que o inglês tem para o 1º ciclo. Por água abaixo! Talvez mais colaboração (coadjuvação) nas escola piloto e onde as direções tiverem horas de EF para dar ao 1º ciclo.

  6. Vão mas é trabalhar em vez de criticar tudo e todos , pois quem carrega o fardo nas costas são as crianças indefesas que comem e calam as vossas anarquias políticas . Preocupem-se em ensinar e se gostam assim tanto de ensinar , proponho que ensinem um anos de graça ou afinal gostam é de comer todos da panela primeiro ?

  7. Lots of fruit !

    Ministry of education and Science of Portugal

    Member of Pedagogical Board of School

    Head of Curriculum Development Department at DGIDC/Ministry of Education

    Team coordinator and Director of Escola Móvel

    Supervisor of initial teacher training in geography

    Faculty of Psychology and Sciences of Education, University of Lisbon
    Master’s degree in Educational Sciences

    Faculty of Letters, University of Lisbon

    Graduated on Geography Área de estudo Geography

    Much fruit !

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s