Regresso ao Futuro – 5

Pensava não voltar ao assunto, mas a recente investida da equipa do ME no tema da “flexibilidade” curricular com os seus anexos relativos à forma como a coisa se pode fazer no terreno despertou-me de novo aquela irritação do tipo que anda nisto há tempo suficiente para não engolir as coisas e fingir que as não conhece, nunca ouviu falar e que precisa até de formação para fazer o que já fez há 25, 20 ou 15 anos. Entendo que há quem não se lembre ou mesmo que não saiba ou nunca tenha ouvido falar, até porque sei que há muitas profissionalizações de aviário que valem menos do que o preço do papel do diploma.

Então voltemos lá ao passado, à última década do século XX quando se tentou, em diversos momentos, antecipar o século XXI em que já estamos há quase 20 anos.

Comecemos por um dos melhores livros que existiam na altura sobre Pedagogia Diferenciada (Hachette, Paris, 1991) e de que só consegui fotocópias porque na altura não existia Amazon:

IMG_4425

O livro não era extenso, não era nenhum cartapácio imenso, sendo, pelo contrário, uma espécie de manual conciso e objectivo na apresentação dos fundamentos teóricos (pp- 10-17) e das propostas de aplicação prática. Eis as páginas (18-21) em que se abordava a questão do trabalho em equipa e do que então se chamava “concertação” e já do que se considerava gestão flexível do currículo.

IMG_4428IMG_4429

O que se tem publicitado por estes dias mais não é do que uma versão diluída de tudo isto, com a agravante daquelas propostas de gestão do horário ontem divulgadas serem tudo menos “flexíveis”. Eis como há mais de 25 anos já tudo isto era apresentado, de uma forma bem mais “aberta” ao nível da tipologia dos horários (centrado, variado, globalizado, móvel e flexível)

IMG_4447

Mas depois de eu apresentar isto, já sei… dizem-me: mas cá nada disto se fez, mesmo depois do projecto de gestão flexível do currículo ter passado a legislação efectiva ali por volta de 2000.

Errado e passo a dar um exemplo concreto de um trabalho de projecto muito alargado – ao nível intermunicipal – com a participação de dezenas de escolas dos concelhos da Moita e Barreiro e a coordenação do Grupo de Trabalho do ME para a Comemoração dos Descobrimentos Portugueses durante a segunda metade dos anos 90 do século passado. O livro com o relato da experiência é da Edições Asa (2001).

IMG_4417

Como é que sei isto? Passei a quase totalidade dos anos 90 em escolas destes concelhos (com a excepção de 1994-95 e 1999-2000) e fui desde 1991 colaborador do grupo de trabalho em causa, embora sem intervenção directa neste projecto que já aplicava então muitas das ideias que agora se apresentam como se constituíssem uma enorme novidade.

IMG_4418IMG_4419IMG_4422IMG_4423IMG_4424

(pp. 10-11, 17-20)

Mas há mais do que isto para relembrar, sendo que uma parte é testemunho pessoal, mesmo ali do ano de 1999-2000 quando, curiosamente, fui leccionar para outro concelho. Fica para mais logo…

Anúncios

One thought on “Regresso ao Futuro – 5

  1. Obviamente, subscrevo.

    Será que os “experts” e “peritos” pensam que a maioria dos professores não lidou já com isto tudo?

    Ou são muito novos ou Boston strikes again.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s