Liberdade para Ensinar a Liberdade

Depois de uma experiência em Março, irei passar a colaborar mensalmente no suplemento de Educação do Jornal de Letras após convite do seu director. Os textos serão enquadrados numa página com o título “Educação e Memória” e mais longos do que o habitual (de página inteira), sem a necessidade de andar a poupar demasiado nos caracteres e assim poder revisitar alguns temas que estimo de forma mais particular no cruzamento da Educação, História e Memória.

Do que sairá na edição de amanhã, com o título em epígrafe, deixo desde já este parágrafo:

Governos sucessivos, dominados por forças políticas tidas por alternativas, nada mudaram numa situação em que a liberdade e autonomia dos professores foram cuidadosamente destruídas, assim como a democracia no funcionamento interno das escolas foi transformada numa vaga memória. Defender a Liberdade para as escolas escolherem a sua forma de organização interna é algo que recupera valores que agora, infelizmente, parecem incómodos da Direita à Esquerda na Educação. Seria um bom exemplo para demonstrarem que ainda acreditam no que Abril trouxe ao nosso país, mas tudo o que está em desenvolvimento na área da Educação aponta no sentido inverso. Com a colaboração, nem que seja com simulacros de oposição, de quase todos aqueles que a cada momento se afirmam herdeiros dos valores de Abril.

Cravo

Anúncios

3 thoughts on “Liberdade para Ensinar a Liberdade

  1. Sem dúvida. Urgente recuperar esse valores perdidos no esquecimento das memórias distorcidas da liberdade. E em nome de uma liberdade que não tem definição em nenhum dicionário, esses tais doutos, vão destruindo a Escola, aprisionando sem grades, de uma forma torturante os mensageiros principais da educação, os professores hoje agrilhoados em burocracias obsoletas, em cumprimento de objectivos sem finalidades, em metas traçadas para a aniquilação da grande missão de ser professor. Bem haja Paulo, por fazer-nos ouvir através da sua voz.

  2. *A REFORMA PERMANENTE no de 29MAR A 11ABRIL17??? *

    *OK. VOU ESTAR ATENTO E ESPERO QUE SE ‘FRIME’ COMO POR AQUI* SE DIZ! *

    *Alentejo + profundo eu diria periférico! *

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s