Pois Não

E sabemos a quem devemos agradecer boa parte da responsabilidade pelas coisas extraordinárias que só serviram como mecanismo de exclusão e discriminação negativa. Como não tomo na maior parte dos dias o super-Mário por ingénuo ou mau negociador, só posso concluir que foi com a anuência e conhecimento de causa.

Agora anda por aí a anunciar lutas por coisas bem mais restritas, a fingir que ainda canta de galo. Isto de andar de arreata e barrete até aos pés é do caraças. E depois ainda há idiotas que dizem que ele é que manda no ME…

Desde logo, há certos grupos de professores a quem o programa se aplica. Mário Nogueira, secretário-geral da FENPROF, sublinha que os formadores do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e os docentes do Ensino Superior, por exemplo, estão abrangidos e devem fazer as suas candidaturas. Mas desincentiva outros professores — do ensino básico ou secundário, ou dos jardins-de-infância — de se candidatarem pelo PREVPAP.

“As pessoas estarem a fazer requerimentos para ser considerada a sua situação quando ela não é abrangida não faz sentido, não tem utilidade”, explicou ao ECO. “O que tem utilidade é pressionar o Ministério da Educação”.

Mario_NSMBW-3

Advertisements

One thought on “Pois Não

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s