3 opiniões sobre “À Atenção dos Professores Classificadores

  1. A minha diretora já disse que nem pensar. Não está na lei preto no branco. Onde está o cálculo em função do número de provas? Mais outra que fica ao critério das direções e amiguinhos.
    Quando é que o MEC aprende a escrever textos claros, que não fiquem sujeitos a interpretações? A Antonieta deveria saber fazê-lo, porque é prof de português.

    Gostar

  2. E, desde quando, a intenção é escrever textos claros?
    E, não é preciso particular atenção!
    Sabem escrevê-los… OH se sabem, pelo menos sabem escrevê-los suficientemente dúbios/obscuros de forma a servir interesses amplos de “gestão autonómica”, quantas vezes pouco escrupulosos mas sempre mais tendentes a “lamber c** com algum poder” !
    A minha convicção é que os honestos, directos e objectivos serão convidados a sair!

    Gostar

  3. não é estabelecido um nº de provas (1ª ambiguidade) e é estabelecido um intervalo de dias (3 a 5, 2ª ambiguidade). A 3ª ambiguidade é quando está escrito que “os professores estão dispensados do serviço de vigilâncias, durante o período afeto à classificação de provas”, os exames no último dia da fase são corrigidos em época que não decorrem exames, portanto, como é que são dispensados? As ambiguidades permitem ‘dividir para reinar’ porque há gente ‘diretiva’ que não tem bom senso…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.