Basicamente, É Esperar que o Pessoal se Reforme…

… para colocarem em cena “a melhor geração de professores que já tivemos”. Passemos adiante o uso do pretérito perfeito para explicar o futuro. Acontece. Mais importante é perceber que Nuno Crato verbaliza algo que vem desde Maria de Lurdes Rodrigues e que passa por desesperar os docentes mais renitentes às “inovações” dos vários governantes, nomeadamente o congelamento ad eternum da carreira, o mais com menos ou as autonomias&flexibilidades.

Apesar de terem corrido com muito pessoal, do discurso sobre o envelhecimento docente (sendo que o facto em si é uma realidade) tem oscilado entre a tentativa de aumentar a desmoralização dos mais velhos (e caros) que andam pelas escolas e a esperança que um dia desapareçam. Crato, naquela sua forma menos subtil de colocar as coisas, explicita que o objectivo é a 10-15 anos ter a melhor geração de professores de sempre porque (ao que parece) estes não prestam.

«Daqui a dez anos, 25% dos professores estão reformados. Daqui a 15 anos, 40% dos professores estão reformados. É preciso formar a melhor geração de professores que já tivemos», propôs, em conclusão de discurso.

Como não estive lá, não sei se Guilherme de Oliveira Martins matizou a coisa se aderiu a esta visão e ajudou a explicar como pensam fazer isso e se acham que estão em condições de prometer a “melhor” ou apenas a “mais barata” geração de professores de sempre. Porque entram ali pela base, seja quantos anos tiverem de ensino e escalar a carreira é mais difícil do que o himalaia (já houve muito mais gente no topo do Evereste do que no 10º escalão da carreira docente).

Eu duvido muito do rejuvenescimento qualitativo da classe docente, no mínimo, por duas razões: uma é porque muitos dos que esperam para entrar são pouco mais novos do que aqueles que estão como se vê pelas vinculações “extraordinárias” e por muitos dos que continuam sem entrar e desesperam; a outra é porque me parece que a formação de professores não é neste momento melhor do que foi e, pelo contrário, a mim parece uma bela bosta* destinada a lavar os cérebros com teorizações apenas destinadas a justificar o sucesso a qualquer custo. Um tipo lê aqueles planos de estudos, feitos para caçar incautos. e só se pode rir quando se fala em “qualidade”. O que vão fazer? Colocar (mais) verdascas em cada departamento de formação de professores que há por aí? Ou apenas formadores certificados pela santa aliança eduquesa isczé/autónoma/católica do norte agora em alta?

Crato

* – Pensei usar termo mais contundente, mas este é aquele que foi ilibado de ser ofensivo, quando baseado em factos, em digressão jurídica com alguns anos por causa do jornalista xiita.

3 thoughts on “Basicamente, É Esperar que o Pessoal se Reforme…

  1. Desculpe, Paulo, mas não percebeu a mensagem de todo, pois o Crato estava a falar de si mesmo e de outros que tais.

    Numa nota mais pessoal, diria que estou pronto para me vir embora. Facam lá a proposta que nem “adeus” digo.

  2. O professor de Português do Crato foi o mesmo do treinado do Sportém. Ele queria dizer “a melhor geração de professores que já tiveramos”, sendo também admissível a forma “a melhor geração de professores que já tivessemos”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.