Em Causa Própria, Fica Algo Impróprio

Raramente alguém me ouviu ou leu a afirmar o meu imorredoiro amor e a minha imensa dedicação aos meus alunos. Acho que esta forma de bater no peito tanta devoção fica um bocadito mal, até porque já o observei apenas como afirmação para consumo público e escassa aplicação prática no quotidiano.

A nossa dedicação pelos alunos (e correspondentes afectos não hiperbolizados) é notada em primeira, última, essencial e indispensável instância pelos próprios. E devem ser eles a afirmá-lo, não necessariamente em redes sociais, quando o acha(re)m necessário.

Vanitas

 

 

2 thoughts on “Em Causa Própria, Fica Algo Impróprio

  1. E esse amor e essa dedicação não passam nem pela inflação de classificações nem pela proliferação de declarações autocomplacentes…

Deixe uma Resposta para Paulo Guinote Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.