Valerian para Europeus

Anúncios

Na Hora de Prometer…

… é que é ser mãos largas. O PS em alguns locais – se calhar por saber que a possibilidade de vencer é escassa atendendo ao historial (25% nas últimas duas eleições, com metade dos votos do PSD) – promete tudo aquilo que gostaríamos de ter mas o PS nacional não dá. O que é tão mais interessante quanto o próprio ME apareceu a legitimar a coisa e a dizer que aprendeu muito (do muito que ainda lhe falta).

Psicólogos, Educadores Sociais, Assistentes Sociais, Terapeutas da Fala e Ocupacionais serão recrutados na Maia, promete a candidatura de Francisco Vieira de Carvalho (PS/JPP) à Câmara Municipal.

A introdução de equipas multidisciplinares de apoio às escolas e os reforços tanto do apoio técnico especializado a alunos com Necessidades Educativas Especiais como das Atividades de Enriquecimento Curricular (inglês, música, educação física e artes) destacam-se entre as principais medidas de um futuro executivo de Francisco Vieira de Carvalho na área da Educação a introduzir no concelho da Maia, caso seja eleito presidente da Câmara Municipal em 1 de outubro próximo.

As medidas foram apresentadas no Fórum “Um Novo Começo. Uma Nova Ambição para a Educação”, que decorreu no dia 26 de julho, e contou com as participações do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, de Albino Almeida (ex-presidente da CONFAP-Confederação Nacional das Associações de Pais e atual presidente da Assembleia Municipal de V.N.Gaia) e de Paula Romão (Docente, especialista em Ciências da Educação) que a candidatura, liderada por Francisco Vieira de Carvalho, revelou o caminho a seguir nesta área específica para o próximo ciclo político no concelho.

“O que aqui é proposto é um verdadeiro Novo Começo para a Educação. A atual autarquia e o plurivalente presidente da Câmara fizeram, claramente, da Educação um parente pobre da Maia nestes últimos quatro anos. Seguramente que amanhã serei um melhor ministro da Educação, depois de ter estado aqui esta noite, neste debate…”, disse Tiago Brandão Rodrigues, depois de escutar o plano estratégico da candidatura de Francisco Vieira de Carvalho que a Profª Paula Romão detalhou.

O que eu gostava de saber é o que o ministro Tiago pretende fazer a esse respeito no exercício das suas funções e não apenas como aparelhista partidário (com a companhia do inefável Albino que deve ir para demonstrar como a “boa municipalização” deve ser). Acrescentando uma pequena nota mais venenosa, diria que se fosse em território mais ganhador, não seria ele a aparecer.

Treta

 

É Sempre Emocionante Descobrir…

… ideias novas, um livro inesperado, uma música que nos emociona ou entusiasma como há muito tempo não acontecia, um quadro em toda a sua grandeza real. E há idades para tudo isso, não se esgota com o tempo a capacidade de maravilhamento pelo que para nós é novo. O espaço mental para conhecermos coisas para nós ainda desconhecidas é uma medida muito importante da nossa capacidade de aprendizagem e renovação.

O que é mais chato é quando queremos à força fazer crer a todos os que nos rodeiam que fomos os primeiros a dar com essa ideia, esse livro, essa música, esse quadro. E uma coisa é querermos partilhar o nosso gosto ou prazer, trocar umas ideias sobre o assunto, outra querer que ele seja a norma a partir do momento que o encontrámos e que todos tenham de fazer béu-béu.

Em Educação há muita descoberta emocionada da roda e da pólvora.

profpardal

Aposentações a 1 de Setembro

É o êxodo dos sargentos das Forças Armadas e dos cabos da GNR. Num total acima das 950 aposentações, são (se contei bem) 195 sargentos (excluindo casos de invalidez) dos três ramos das Forças Armadas e mais de 90 cabos da GNR. Por comparação, aposentam-se 84 professor@s e 4 educadoras.

As Forças Armadas com perto de 350 aposentações no seu conjunto são as campeãs. O Ministério da Educação (acima das 120 entre pessoal docente, não docente e técnicos superiores) bate a GNR por uma meia dúzia.

Aviso n.º 8895/2017 – Diário da República n.º 152/2017, Série II de 2017-08-08 

Finanças e Trabalho, Solidariedade e Segurança Social – Caixa Geral de Aposentações, I. P.
Lista de aposentados e reformados a partir de 1 de setembro de 2017.
up+main

Afixe-se!

Despacho n.º 6827/2017 – Diário da República n.º 152/2017, Série II de 2017-08-08 

Educação – Gabinetes da Secretária de Estado Adjunta e da Educação e dos Secretários de Estado da Educação e da Juventude e do Desporto
Procede a um reforço do crédito horário disponível para o desporto escolar.
Como em tudo, há que saber reconhecer a eficácia de alguns grupos de pressão. Uma boa medida, só sendo pena que existam outras, igualmente importantes para a miudagem, que não são tidas em conta, porque não representam “estilos de vida saudáveis” de acordo com a lógica espartana.

Vai ser interessante ver quem serão os ganhadores locais 🙂 . Há recompensas a/por distribuir pela fidelidade demonstrada.

Para o efeito, procede -se a um reforço do crédito horário disponível para o desporto escolar, que no ano letivo 2017/18 será acrescido em 400 créditos letivos, a alocar ao alargamento da rede de Centros de Formação Desportiva e ao reforço das Coordenações Locais do Desporto Escolar.

(…)

d) Centros de Formação Desportiva — polos de desenvolvimento desportivo, dinamizados por agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas, em parceria com federações, municípios e organizações locais que visam a melhoria do desempenho desportivo, através da concentração de recursos humanos e materiais em locais para onde possam convergir alunos de vários agrupamentos, quer nos períodos letivos, quer em estágios de formação desportiva especializada, nas interrupções letivas.

(…)

4 — A distribuição do crédito horário pelos docentes dos agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas para as atividades do desporto escolar é realizada nos termos a seguir definidos e decorre da aprovação da candidatura prevista no n.º 11 do presente despacho:
a) Professor responsável por grupo -equipa de Nível II — até 3 tempos letivos;
b) Professor responsável por grupo -equipa de Nível III — até 2 tempos letivos, acumuláveis com os tempos letivos atribuídos na alínea anterior;
c) Exercício de funções nos Centros de Formação Desportiva — até 12 tempos letivos, acumuláveis com os tempos letivos atribuídos na alínea a).

Nada contra. Só gostaria de ter também Centros de Formação Histórica e Patrimonial…

ginastica