Conhecer em Profundidade a Ponta da Asa da Mosca

Há muitos muitos anos, lixei por completo uma entrevista para uma posição académica ao explicar ao meu entrevistador de então (especialista numa dada fortaleza do Império Português durante uma década do século XVI, enquanto eu andava a fazer unvestigações em equipa sobre a Carreira da Índia entre os séculos XVI e XVIII) que a mim interessa compreender os fenómenos históricos numa perspectiva alargada de sincronia e diacronia e não especializar-me em detalhes do tipo ponta da asa da mosca, perdendo completamente de vista todo o enquadramento dos insectos no reino animal e deste em toda a biosfera.

Vem isto a propósito das “aprendizagens essenciais” para a disciplina de História da Cultura e das Artes para o 10º ano, uma das mais interessante do currículo do Ensino Secundário. O documento faz lembrar (como os restantes desta vaga) até no grafismo o antigo Currículo Nacional do Ensino Básico. E há passagens que me fazem realmente pensar que a ideia é mesmo que tudo fique pelo “essencial”. Extraí o exemplo abaixo do módulo 4 (A Cultura da Catedral) porque sempre gostei da Idade Média, do seu simbolismo, das suas contradições, do seu imaginário (sim, muito Bloch, Duby, Le Goff, Pernoud, Pirenne, Huizinga, algum Bakhtine, claro que O Nome da Rosa na parte da ficção), das suas manifestações artísticas.

E sempre que tenho a (feliz) oportunidade de voltar a leccionar 7º ano e o Gótico, gosto que os meus alunos experimentem um pouco desse meu maravilhamento. Ora… ainda bem que não tenho de me guiar por isto, pois, digam-me o que disserem, isto é que uma abordagem de tudo ao molho e o portal de Amiens é que é importante. Por outro lado, não sei se devo pedir desculpa aos meus alunos do 8º ano por lhes ter dado umas belas ensaboadelas visuais sobre a transição do Gótico para a Arte do Renascimento.

Gótico

Sim, exagero, faço caricatura, estou a ser redutor, mas é o que isto merece com os “casos práticos como produtos e agentes do processo histórico-cultural”. A sério. Mais um pouco e voltamos ao modo de produção feudal e à arte como exemplo da “super-estrutura” resultante das condições materiais da sociedade e da infra-estrutura económica.

E depois o radical e esquerdista sou eu…

4 thoughts on “Conhecer em Profundidade a Ponta da Asa da Mosca

  1. “… O documento faz lembrar (como os restantes desta vaga) até no grafismo o antigo Currículo Nacional do Ensino Básico. E há passagens que me fazem realmente pensar que a ideia é mesmo que tudo fique pelo “essencial”. …

    E, é minha convicção que será mesmo para ficar nas essencialmente básicas aprendizagens…
    Com as metas do Crato vi conteúdos do 12 ano integrar as metas do 3 ciclo (ainda que de forma + ligeira mas uma aberração dadas as idades/ capacidades destes jovens).
    Agora, com metas que se mantêm e aprendizagens essenciais que se introduzem, mas cujo documento alardeia as mudanças curriculares (não assumidas)… (isto, são aberrações em todos os sentidos) as aprendizagens do 3 ciclo vão, paulatina e disfarçadamente (mais ou menos, será a gosto local e de acordo com os determinismos e especificidades dos contextos)… a mediocridade em expansão …sem “rei nem roque” num “paízeco” que nem 11 milhões de hab. tem.
    E, então, quando alardeiam a suposto demando da sociedade…mas que Sociedade (para além de grupinhos) ouviram eles???

    Mas o mais curioso é a volatilidade daqueles todos (muitos) que independentemente das teorias vigentes se vão mantendo, ano após ano, década após década, pelos mesmos lugares da administração central/regional, seus periféricos e associados… Estes têm, factualmente, uma incomensurável capacidade de adaptação à mudança… não será pelas convicções mas quiça pela sobrevivência dos lugares, posições, nomes, estatutos, futuros, interesses,…

    Gostar

    1. São esses que dizem que mudar é bom, nem que seja de seis em seis meses, de convicções absolutas.
      É que são mesmo “inoxidáveis” de todos os regimes e a teia só irá desfazer-se (parcialmente) com os efeitos “irrevogáveis” 🙂 do tempo.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.