O Secretário de Estado?

Mas isto não é da área da jurista Alexandra Leitão? Ou o ME precisa de “tutor político” nestas reuniões?

“O ministro e o secretário de Estado procuraram justificar as decisões que tomaram, salvaguardando-se numa interpretação da lei, e disseram que o modelo adotado era o adequado. 

E volto a dizer que refugiarem-se numa “interpretação da lei” é uma falácia, uma cobardia e uma enorme falta de vergonha na cara (e é batota, para não dizer pior, dizer coisas diferentes em on e off).

Iznog

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.