Enfermeiros, Juízes, Médicos

Nota-se uma certa diferença no tratamento perante os protestos, mesmo quando não chegam a acordo. Podem dar muitas razões, mas eu continuo a apostar numa animosidade especial da “classe política” em relação aos docentes. Traumas de infância ou juventude. Tiveram alguma “negativa” inesperada e nunca perdoaram.

limite

2 thoughts on “Enfermeiros, Juízes, Médicos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.