A Ler

Quando não estou em aula…

 

Olho para os dossiers de Direção de Turma dos meus colegas. Estão todos direitinhos, organizadinhos, bonitinhos, arrumadinhos… O meu está em branco, só com os separadores… Tenho uma data de papéis soltos dentro de uma capa à espera de serem arquivados… Atrevo-me a comentar a minha situação e as colegas, porreirinhas, tranquilizam-me: – “Com tempo, Dalila, isto é aos poucos!” -, enquanto arquivam mais uns documentos nos já volumosos dossiers que são os delas…
Vou dar uma espreitadela aos meus mails. Já recebi 97 na minha caixa de correio institucional iniciada a 8 de setembro… Foram rápidos a criá-la. A escola é até bastante eficaz com essas coisas. Não me posso queixar. Disponibilizam tudo. Têm tudo organizado, esquematizado, prontinho para ser usado. E não deixam dúvidas. É assim e pronto. Gosto que seja assim. O que não falta por aí são coordenadores ou diretores que são ambíguos, não esclarecem, contradizem-se, e na hora em que as coisas correm mal, somos nós que não soubemos “interpretar” ou então fomos mesmo incompetentes
Polegares

3 thoughts on “A Ler

  1. Parabéns à Dalila, pelo texto. Subscrevo na íntegra.
    A minha indignação vai apenas para a passividade com que a nossa classe aceita tudo isto, como se fosse uma predestinação…
    Não será de novo o tempo de agirmos? De passarmos das palavras aos atos?
    Vejo os enfermeiros a lutarem por uma causa… E os professores? Onde está a capacidade de mobilização de um grupo profissional que deveria ser um exemplo de cidadania participativa?
    E não, não precisamos de sindicatos que apenas olham para os seus umbigos e não imaginam sequer o pulsar das escolas, patente no seu texto…
    Deixo esta reflexão.

  2. Só este ano já tenho 211 emails “institucionais”. Para quando o direito a bloquearem estes emails durante fim de semana e fora do horário de trabalho?

  3. A Dalila é uma “sortuda”: exigem-lhe mas, pelo menos, disponibilizam as ferramentas e os meios necessários.
    Não faltam por aí locais em que se exige o mesmo mas cada um que se amanhe por si. E quando se pergunta por uma orientação ou por um instrumento que devia ser fornecido por quem de direito ainda nos tratam como incompetentes e, em alguns casos, ainda se insinuam umas ameaças.

    …mas podia ser pior. Pelo menos temos emprego!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.