A Docência em Tempos Digitais

Interessante, mesmo se não concordo com a quase redução do papel do professor a “coordenador” em certas fases do processo.

Technology and the New Professionalization of Teaching

(…)

The new professionalization of teaching, in sum, may require renewed investment in teaching, in teachers, and in teacher preparation. Digital technologies are not likely to replace adults as important guides and role models in students’ development. What digital tools could do, if well designed, well chosen, and well deployed, is make teachers more effective in both traditional and new roles, especially in their new role as coordinator.

To accomplish this, we can no longer afford to evaluate teachers on a single metric: the performance of their students on standardized tests. Teachers contribute to the education and development of children in numerous ways, and our educational institutions must devise systems that acknowledge and reward the full range of professional services that teachers perform. In particular, systems for evaluating teacher performance should take into account teachers’ shift from the center of the pedagogical exercise to the coordinator of a range of learning and mentoring resources. This will require that teachers receive consistent support as they learn how to shift from the focus of a student’s academic life to someone who helps students coordinate the digital experiences they need to grow intellectually, socially, and culturally.

tecno

4 thoughts on “A Docência em Tempos Digitais

  1. blablablabla blablablabla blablablabla

    Ensinar é tão fácil para esses tipos, quem me dera a mim!

    Assumo humildemente todas as lacunas na minha formação, pois continuo a aprender a ensinar.
    Estranhamente, não tem sido nessas formações miraculosas para professores que andam por aí,
    onde nem sei explicar o que se aprende.
    Continuo a ter imensa dificuldade em ensinar bem seja o que for, pois dá realmente muito trabalho (meu e aos alunos) ensinar (e aprender) bem. Mas estes tipos fantásticos querem vir ajudar-me, arranjando mais 50 coisas inovadoras para eu fazer ao mesmo tempo… obrigadinha!

    Este meu “passatempo” (já não é profissão, pois não?) de dar aulas dá muito trabalho e eu não devo saber o que lá estou a fazer, pois não sou certamente “inovadora” e “modernaça” em dose q.b.. Uso as “novas” tecnologias desde 1985 – por isso quando leio “novas” só posso sorrir -, mas nas aulas estas surgem sempre com naturalidade, os alunos quase nem dão por elas. Azar o meu de não ir para as aulas ler powerpoints cheios de fogo de artifício? Admito que certamente me daria muito menos trabalho.

    Enganei-me na profissão, pois pensei que cá estava para ensinar, mas afinal…

  2. Não tenho tempo de ler agora o texto.
    Mas aproveito o tema geral para exprimir o seguinte:

    Então é assim:

    – Portáteis que não lêem DVDs (mesmo os que dizem que o fazem) por falta de software instalado;

    – Colunas de som estragadas- não se ouve patavina, o k é mau sendo k é 1 língua estrangeira;

    – Salas com projectores projectando em tons de rosa, laranja, verde e amarelo e às riscas;

    – Tomadas estragadas onde se liga o cabo do projector;

    – Salas sem sítio onde projectar;

    – falta de sinal de net;

    – Dificuldade enorme em requisitar sala de audiovisuais, PCs no CRE e sala de TIC.

    Já perdi 3 blocos de aula a tentar solucionar o problema com estes gadjets todos. Sem efeito. E com planos Bs e Cs sempre no bolso.

    Já para não falar nos poucos leitores de CDs que faltam

    E pergunto-me: Querem inovação, aulas mais motivadoras, flexibilidades, diferenciações pedagógicas, escola do séc XXI, professores e alunos do séc XXI e mais perfis do séc XXI?

    A resposta que obtenho é “Traz o teu portátil”

    A resposta que dou é “E o trabalhador da construção civil leva a grua para a obra?”

    Depois dizem que tenho mau feitio!

    E agora apetecia-me soltar um palavrão. Mas não solto.

  3. E fico completamente espantada ao ver colegas carregados com as suas ferramentas/gadjets PESSOAIS: e aí vão eles e elas carregados com portáteis, cabos para o projector, colunas de som, leitores de CDs, e mais uns fios eléctricos que nunca se sabe…….

    Eu não acredito no que vejo!!

    Qualquer dia levam o quadro inteligente, os estores, os écrans e trintaporumalinha.

    Pergunta parva: terei de fazer o mesmo?

    Pois sim.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.