Só Para Demonstrar Que a DGAE não Procedeu ao Provimento de Todos os Horários que Estavam na Plataforma a Meio de Agosto

Isto tem dado alguma discussão, resta saber quem mandou explicitamente mudar as regras. Que existiam horários na plataforma, incompletos, não providos a 25 de Agosto, pode provar-se com um caso que um@ colega pediu no seu agrupamento de escolas para ficar documentado a partir de um requerimento feito ao seu diretor, o qual mereceu resposta de que eu retirei os elementos que permitam uma identificação mais imediata.

Mesmo se este tipo de transparência seja o mínimo que se exige em serviços públicos sérios, é sempre melhor acautelar eventuais atitudes revanchistas da tutela. Pena é que não tenham existido mais colegas a fazer este tipo de requerimento que demonstra que a DGAE não cumpriu os procedimentos previstos na lei, acabando por voltar a pedir horários que já tinham sido colocados na plataforma.

HorarInc

Anúncios

Fale por Si, Excelência!

Um daqueles senadores do regime que não se percebe bem porquê (quer-se dizer… passou o prazo de validade na região de origem e veio fazer carreira “nacional”), diz sobre o caso Sócrates que é desconfortável para portugueses que esteja em causa antigo primeiro-ministro”.

O quê?

Desconfortável, para mim, é ter sido desgovernado anos a fio (e não se trata apenas de 2005-2011) por uma camarilha de cleptocratas. Desconfortável será para quem o elegeu, em especial da segunda vez (no caso da primeira, acordei de uma longa abstenção para não votar nele, porque, enfim, tinha lido o horóscopo da maya aqui na aldeia), para quem o apoiou e para quem beneficiou ou olhou para o lado, enquanto se percebia bem a pouca vergonha em desenvolvimento. E que não se desculpe o senhor deputado da Nação César com a sua insularidade.

Sim, presunção de inocência e certamente “tecnicalidades jurídicas” à valentim ou isaltino, criadas – que curioso! – ali por meio do dito período de desgovernança. Mas há coisas demasiado óbvias, mesmo na Educação que pode parecer insuspeita mas tem um grande orçamento para desvios e coisas manhosas. Aquilo do pedroso foram “micro-pinars”. A parque Escolar é que foi à tripa-forra, mas a pasionária da 5 de Outubro parece que não deu por nada e agora até é cromo, desculpem, par da república no grupo do proença.

Desconfortável, eu?

Nada disso e nem é por questões político-partidárias, é mesmo porque para mim desconfortável é saber que tanta gente pactuou com aquela Situação e agora ainda aparece em prime-time a “comentar”, em alguns casos graças ao abafamento de certas avenças panamianas ou outras.

É que o regime de 2015-11 não foi apenas Sócrates-Salgado-PT. Havia, no mínimo, um quarto mosqueteiro. Raramente, os cadeirões têm apenas três pés.

Desconfortável, eu?

Metralhas

 

Um Regime “Extraordinário” é, por Definição, Extra-Ordinário

Por isso, as vinculações “extraordinárias” a um ritmo quase anual parecem-me algo estranho. Ou bem que se faz uma vinculação regular dos professores ou bem que isto é uma espécie de coisa à Antigo Regime, casuística e fruto de acordo parciais que parecem mais para apagar fogos do que uma política. Foi assim, com regimes “excepcionais” e desregulações várias que acabámos no emaranhado em que estamos, onde pouco se entende.

professor

A Festa da Outra

Claro que não sabia de nada. Claro que foi tudo a bem da Nação. Como aquilo absolvido a tempo dos pedrosos. Claro que quem logo estranhou certas desconformidades é que tinha a mania da conspiração.

E não esqueçamos o facto de muitos dos senhores de hoje terem estado por lá nesse tempo, enquanto outros andaram caladinhos a tratar da vidinha que isto de ter coragem na altura certa não é para flexíveis invisíveis.

Parque Escolar foi um dos principais financiadores do Grupo Lena, confirma MP