Para Demonstrar Extensivamente Que a DGAE Não Cumpriu As Regras do Concurso de Mobilidade Interna e Contratação Inicial

Não vou reescrever os textos sobre as normas de funcionamento do concurso. Já os repeti demasiadas vezes. Vou só relembrar o post em que divulguei a resposta ao requerimento de um@ colega em que um director assume que colocou antes de 25 de Agosto um horário de 20 horas que não foi provido e terá sido submetido segunda vez, alguns dias depois. E vou voltar a colocar a ligação para o post sobre a resposta a um recurso hierárquico e para a Lei de Acesso aos Documentos Administrativos.

Nessa lei pode ler-se, entre outros artigos, os seguintes:

Artigo 5.º
Direito de acesso
1 – Todos, sem necessidade de enunciar qualquer interesse, têm direito de acesso aos documentos administrativos, o qual compreende os direitos de consulta, de reprodução e de informação sobre a sua existência e conteúdo.
2 – O direito de acesso realiza-se independentemente da integração dos documentos administrativos em arquivo corrente, intermédio ou definitivo.

(…)
Artigo 12.º
Pedido de acesso
1 – O acesso aos documentos administrativos deve ser solicitado por escrito, através de requerimento que contenha os elementos essenciais à identificação do requerente, designadamente o nome, dados de identificação pessoal ou coletiva, dados de contacto e assinatura.
2 – O modelo de requerimento de pedido de acesso deve ser disponibilizado pelas entidades no seu sítio na Internet.
3 – A entidade requerida pode também aceitar pedidos verbais, devendo fazê-lo nos casos em que a lei o determine expressamente.
4 – A apresentação de queixa à CADA, nos termos da presente lei, pressupõe pedido escrito de acesso ou, pelo menos, a formalização por escrito do indeferimento de pedido verbal.
5 – Aos órgãos e entidades a quem se aplica a presente lei incumbe prestar assistência ao público na identificação dos documentos e dados pretendidos, nomeadamente informando sobre a forma de organização e utilização dos seus arquivos e registos, e publicando no seu sítio na Internet a forma, meio, local e horário, se aplicável, para efetuar o pedido de acesso.
6 – Se o pedido não for suficientemente preciso, a entidade requerida deve, no prazo de cinco dias a partir da data da sua receção, indicar ao requerente a deficiência e convidá-lo a supri-la em prazo fixado para o efeito, devendo procurar assisti-lo na sua formulação, ao fornecer designadamente informações sobre a utilização dos seus arquivos e registos.

Artigo 13.º
Forma do acesso
1 – O acesso aos documentos administrativos exerce-se através dos seguintes meios, conforme opção do requerente:
a) Consulta gratuita, eletrónica ou efetuada presencialmente nos serviços que os detêm;
b) Reprodução por fotocópia ou por qualquer meio técnico, designadamente visual, sonoro ou eletrónico;
c) Certidão.
2 – Os documentos são transmitidos em forma inteligível e em termos rigorosamente correspondentes aos do conteúdo do registo.
3 – Quando houver risco de a reprodução causar dano ao documento, pode o requerente, a expensas suas e sob a direção do serviço detentor, promover a cópia manual ou a reprodução por outro meio que não prejudique a sua conservação.
4 – Os documentos informatizados são enviados por qualquer meio de transmissão eletrónica de dados, sempre que tal for possível e desde que se trate de meio adequado à inteligibilidade e fiabilidade do seu conteúdo, e em termos rigorosamente correspondentes ao do conteúdo do registo.
5 – A entidade requerida pode limitar-se a indicar a exata localização, na Internet, do documento requerido, salvo se o requerente demonstrar a impossibilidade de utilização dessa forma de acesso.
6 – A entidade requerida não tem o dever de criar ou adaptar documentos para satisfazer o pedido, nem a obrigação de fornecer extratos de documentos, caso isso envolva um esforço desproporcionado que ultrapasse a simples manipulação dos mesmos.
(…)
Artigo 15.º
Resposta ao pedido de acesso
1 – A entidade a quem foi dirigido o requerimento de acesso a um documento administrativo deve, no prazo de 10 dias:
a) Comunicar a data, local e modo para se efetivar a consulta, se requerida;
b) Emitir a reprodução ou certidão requeridas;
c) Comunicar por escrito as razões da recusa, total ou parcial, do acesso ao documento, bem como quais as garantias de recurso administrativo e contencioso de que dispõe o requerente contra essa decisão, nomeadamente a apresentação de queixa junto da CADA e a intimação judicial da entidade requerida;
d) Informar que não possui o documento e, se souber qual a entidade que o detém, remeter-lhe o requerimento, com conhecimento ao requerente;
e) Expor à CADA quaisquer dúvidas que tenha sobre a decisão a proferir, a fim de esta entidade emitir parecer.

Existindo interesse em determinar como se verificou exactamente o procedimento de (não) provimento de horários acima mencionado, nomeadamente na fase que foi concluída a 25 de Agosto, poderiam fazer-se requerimentos como:

a) À DGAE para que fornecesse a orientação administrativa que determinou o não provimento a 25 de Agosto de horários incompletos por parte de professores de qzp.

b) Às direcções de escolas e agrupamentos sobre os horários submetidos na plataforma dos concursos antes de 25 de Agosto.

c) Às direcções de escolas e agrupamentos sobre os horários que submeteram por uma segunda vez na plataforma depois de 25 de Agosto.

Penso que a partir daí se tornaria muito mais fácil reconstituir tudo o que se passou com uma base documental (o que já sabemos informalmente e por via indirecta, claro) e sem necessidade de enormes equipas de caros advogados a dar apoio a estas iniciativas.

Mas isto é a opinião de alguém que olha “de fora” para tudo isto e pode estar imensamente enganado sobre toda a problemática, claro.

Selos fiscais

2 thoughts on “Para Demonstrar Extensivamente Que a DGAE Não Cumpriu As Regras do Concurso de Mobilidade Interna e Contratação Inicial

  1. E quem concorreu apenas a horários de 20 horas, já que tinha direito a 2 h de redução e foi colocado a 25 de agosto a mais de 150 Km num horário de 22h?
    Estes casos ainda foram mais injustos, porque saíram na RR de recrutamento horários de 20.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.