Uma Fabulosa Área de Negócios

Analisem a facturação de algumas das grandes empresas do sector do fornecimento de refeições, só em contratos com o Estado (a coisa vai muito além da Educaçã, claro…): Uniself, Eurest e Gertal. Nos últimos 9 anos, foram, respectivamente, mais de 310 M€, quase 161 M€ e 532,5 M€. Se somarem, dá cerca de mil milhões de euros desde Setembro de 2008 (que é onde começa a série de dados) e há diversas outras empresas de fora que ainda facturam uns bons milhões. O que é lucro? Quem sabe essas contas que as faça.

As empresas apenas aproveitam as oportunidades que o Estado lhes oferece? Claro que sim. Mas quem “paga” as muitas economias de escala são, por exemplo, os miúdos que, raramente, acabam bem servidos em muitas cantinas escolares. Se isto é “iniciativa privada”? É capaz de ser. Com dinheiros públicos. Fazem mais barato do que os “recursos próprios”? Acredito. MAs…

moneymagic

11 thoughts on “Uma Fabulosa Área de Negócios

  1. É isso que me irrita desta União das esquerdas…
    Tem oportunidade para desmontar estes neoliberais encostados ao estado e NADA… não fazem nada contra.
    É o horror!

    Gostar

      1. Quanto a estes 3 primeiros comentários, só tenho a dizer que revelam uma certa ileteracia política.
        A quantidade de propostas e contra propostas apresentadas no parlamento pelo PCP e BE é grande. A CS não divulga.(A menos que seja a greve doa professores e o apoio destes 2 partidos em tentarem resolver a situação e /ou manterem as portas abertas para negociações.

        E mais não escrevo, nomeadamente sobre a possibilidade de um centrão político.

        Gostar

  2. “O que é lucro?”
    Nas minhas contas?
    50%
    Mínimo 40%.
    Uma verdadeira mama e uma verdadeira máfi@,

    Governo dá negócio a cartel investigado O Governo prolongou por mais um ano o contrato para o fornecimento de refeições nas prisões feito com as empresas que estão a ser investigadas pela Autoridade da Concorrência. Com efeito, a ITAU, GERTAL e UNISELF são três das sete empresas que formam o chamado ‘cartel das cantinas’, acusadas pela Concorrência de lesar o Estado em 172 milhões de euros, através de um esquema que permitia inflacionar os preços dos serviços prestados. 30.12.09

    Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/politica/detalhe/governo-da-negocio-a-cartel-investigado

    08 Abril 2015 às 00:00
    Foram acusadas pela Autoridade da Concorrência de terem criado um cartel para fornecer refeições a cantinas e prejudicado o Estado, mas continuam a assinar negócios milionários com instituições da esfera do Governo, câmaras e hospitais, entre muitos outros.

    O processo acabou em tribunal e, há menos de um mês, foi declarado totalmente prescrito, ou seja, nenhuma sentença confirma ou desmente a acusação. Apesar disso, desde a primeira decisão da AdC, a Gertal e a Itau (da Trivalor), a Eurest, a Uniself, a Ica e a Nordigal (dos mesmos donos) e a Sodexo assinaram perto de dois mil contratos públicos, no valor de quase 700 milhões de euros [ler página seguinte].

    As sete empresas, detidas por cinco grupos económicos, controlavam na altura o mercado e foram acusadas de trocar informações sensíveis e combinar preços, de forma a repartirem os clientes já existentes entre si. Os novos clientes seriam disputados livremente, lê-se na versão não confidencial da Decisão PCR 2007/02, de 31 de julho de 2012, disponível na página da internet da AdC.
    https://www.jn.pt/economia/interior/empresas-condenadas-ganham-milhoes-nas-cantinas-do-estado-4498110.html

    As prescrições a dedo também são muitos interessantes…

    (…)O diário esclarece que, quando a Autoridade da Concorrência terminou a investigação e deu como provadas as acusações de cartel, estava já prevista na lei a possibilidade de inibir temporariamente as empresas de fornecer entidades públicas. Contudo, a mesma não foi decretada.

    O processo acabou no Tribunal da Relação de Lisboa mas foi declarado prescrito há menos de um mês.
    http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/detalhe/jn_empresas_acusadas_de_cartel_ganham_contratos_nas_cantinas_do_estado

    Gostar

    1. Críticas tb eu as faço.

      Agora, “Tem oportunidade para desmontar estes neoliberais encostados ao estado e NADA… não fazem nada contra.”, é, repito, ileteracia política, falta de conhecimento da realidade.
      Ainda querem ver o PS a bater o pé ao FMI, aos credores, etc?
      Tiremos o cavalinho da chuva, ou como poderão dizer os anglo-saxónicos, “Take you horse out of the pouring rain” (??!!)

      Daí que, quanto maior peso tiverem PCP e BE (?), melhor.
      Tenho mais segurança, assim.
      Apesar de tudo. E este tudo é que PCP e BE têm poucos deputados no parlamento.

      E agora lembrei-me da berraria pelo voto contra de pesar do PCP pela morte de Belmiro de Azevedo.

      O que se escreveu! Ficou mal , não foi?

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.