Olha-me o Defensor “Radical” dos “Direitos dos Professores”, que Bela Saída de Cócoras

A contagem do tempo congelado terá um ritmo de acordo com os meios orçamentais existentes

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, defende que a questão da contagem do tempo em que as carreiras dos professores estiveram congeladas é uma questão nova e complexa.

Para começar… a questão não é nova… tem mais de 9 anos. O shôr ministro é que é novo. A questão é complexa? Talvez… mas ainda é pior quando um tipo não pesca nada isto e pensa que ir para ministro é simplesmente dar uns passeios pelo país e lá por fora.

Ministro Tiago, pá… estamos velhos, pois estamos… por isso há muita gente encalacrada numa série de escalões… mas se o critério é sermos muitos, descansa que tirando ali uma malta que se safou antes de 2007 (e começou a dar aulas aos 18 anos) e já chegou ao 8º escalão, o resto vai ficar encravado sem nunca chegar ao tal “topo”. E não te esqueças que são mais de 9 anos, porque nós começámos logo a levar na moina muito antes da crise de 2008 que todos usam como desculpa.

Já agora, não sejas tão “radical” que a cabeça até me dá a volta. Rendeste-te aos argumentos da “responsabilidade” porque o sistema financeiro é que é “sistémico” como eles dizem? Ok… mas a partir de agora tem dó e não fales mais como se fosses crescido. E desculpa lá o tratamento, mas eu tenho ex-alunos bem mais velhos do que tu e eu – sempre que pude – ensinei-lhes que não se deve querer ser grande com as botas dos avôs ou dos pais.

Já se percebeu que deves ter ido para um retiro onde te fizeram repetir mil vezes ao amanhecer e ao deitar “o Centeno é que manda, o Centeno é o Ronaldo do Ecofin, o Centeno vai para o Eurogrupo e tu só tens que amochar porque ainda és um pitufo novinho para teres voz grossa”.

pitufos01-1

(mais exactamente és aquele deitado logo ali diante… de rabo no ar…)

4 thoughts on “Olha-me o Defensor “Radical” dos “Direitos dos Professores”, que Bela Saída de Cócoras

  1. Obrigado, Paulo.
    Já não suporto o puto. É demais. Ter cabelos brancos e ter de aturar isto. É demais. Não se aguenta tanta coisa balofa. Um vazio de ideias que até dói. Quem pensa ele que é? Aquela cabecinha acha que os professores são todos totós??!!
    Ele precisaria de muita papa cerelac… para chegar aos calcanhares da grande maioria que tutela. Não tem a mínima noção. Como é possível ser-se assim tão ignorante numa posição daquelas? Quem o convidou estava a pensar em quê? Já descobri. Em nada. Precisamente. Puto, facilmente manobrável… um bibelot.

  2. Nunca gostei da cara de estúpido do puto.
    Quando o ouvi dizer que era membro “do guberno”, então…”Guberno”? A sério? Onde foram desencantar esta anedota? O puto é ridículo. E puseram-no a tentar fazer o trabalho de um Homem? Não há pachorra…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.