Vi Uma Mesa Cheia de Sindicalistas Há Bocado no Facebook A Apelar à Luta e Tal

E no site da Fenprof tem assim uma espécie de mosaico de imagens a mostrar muita gente numa grande reunião unitária. E lembrei-me de 2008. E depois do entendimento. E lembrei-me de 2010. E depois do acordo das pizzas. E lembrei-me de 2013. E depois do acordo com o Crato para acabar com a greve às avaliações.

Mas não me lembrei daquelas pessoas ali na zona central partilharem o quotidiano docente há muito tempo, pois fazem da pseudo-luta uma profissão a tempo inteiro e não @s reconheço como colegas. Não há nada a fazer, tudo acabará como antes numa mão cheia de nada anunciada em forma de vitória? Estou a ser derrotista e a fazer o “jogo da Direita”? Mas não são as “esquerdas” que estão no Poder a lançar as cartas?

O pior é quando um tipo já se está a praticamente a [pi-pi-pi] para isto tudo, apenas estando interessado em, saber em que lista aparecerão alguns daqueles rostos daqui a ano e meio. Alguns dos “novos” de há uns anos já se encostaram.

Sindical

(no site do colectivo não vem a autoria desta foto panorâmica; não me voltem a lançar o aposentado vargas às canelas por causa disso)

Anúncios

Dever Cívico Cumprido

Já contei a história. Durante muito tempo, fui abstencionista convicto e “brincava” com o facto de a minha participação cívica ser mais relevante enquanto dador de sangue. Só que em 2005, quando muita gente pareceu distraída (ou, pelo contrário), voltei às mesas de voto para ver se o engenheiro não chegava lá, muito menos com maioria absoluta. Não resultou e o tipo lixou mesmo as coisas ainda mais do que já estavam e permitiu que outros viessem e, por causa dele, muitas outras malfeitorias acabassem por fazer. E desde essa altura, mais coisa, menos coisa, como se fosse um coincidência inconsciente, deixei de dar sangue. Hoje, voltei a fazê-lo, na minha escola. Já percebi. A outra participação cívica cada vez me parece mais inútil. Não porque a tralha tenha sido afastada mas porque se tornou uma espécie de mainstream que tudo cobre.