Em Busca da Coerência Perdida

É um tema a desenvolver com maior detalhe. O daquelas pessoas, a começar por especialistas e “peritos” (os meus preferidos) nas críticas à avaliação dos alunos e às práticas que consideram de “treino” dos ditos para provas ou exames. Mas que depois querem tornar obrigatória a entrega de matrizes hiper-específicas para os momentos mais formais de avaliação, remissão para as páginas do manual (que também gostam de criticar) onde estão os conteúdos em apreço e ainda as aulas que foram dadas sobre os temas.

(tudo com cobertura da actual equipa política do ME que amplifica para a esfera pública a parte do combate ao “treino” dos alunos, mas que pelas “vias competentes” aconselha vivamente nos bastidores a “monitorização” do processo de avaliação por parte dos professores)

E ainda rematam falando que confiam nos professores e que a autonomia das escolas nunca foi tão grande.

Encaixar tanta hipocrisia em 8500 caracteres vai ser um bom desafio ao poder de síntese, sem perda de alguns exemplos “impressivos”…

Frade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.