Amor/Ódio

A nossa classe política tem, em larga medida, um complexo enorme em relação ao seu valor académico e mesmo em relação à própria certificação das suas habilitações. Enquanto menoriza de forma permanente que tem qualificações mais do que públicas e reconhecidas, recria o seu próprio passado académico ou tenta contornar as formalidades para exibir o que não é ou fez. O caso Relvas foi apenas o mais evidente. O caso Pinho, com lugar patrocinado, um dos mais ridículos. Depois de muitos outros que inventaram currículos ou parte deles para parecerem ser algo é a vez de mais um querer dar a entender que foi alguma coisa lá fora, apostando em que ninguém vai verificar, de tão embasbacado, o título de visiting scholar. Há quem diga que somos um país de doutores com reverência pelos títulos académicos. Não me parece. Somos é um país de arrivistas complexados que, mal podem, querem exibir um pedigree académico que não têm, ao mesmo tempo que gostam de amesquinhar quem o tem.

A explicação de Feliciano Barreiras Duarte é ridícula em várias passagens, pois “garante que a «relação» como ‘visiting scholar’ se deu, ainda que a «estadia», por outro lado, não se tenha consumado.” Alguém o deveria informar que mesmo malta razoavelmente distante de Berkeley, sabe que é difícil ser visiting scholar sem “estadia”, pois aquele estatuto pressupõe que se passe tempo na Universidade a investigar e leccionar. Que um tipo que foi governante e é secretário-geral de um partido desça a fazer o que é considerado uma falsificação por parte da pessoa que alegadamente assinou um pseudo-certificado é deprimente mas não é novo. A mediocridade não se mede por ter ou não um certo grau ou estatuto académico, mas por aquilo que se faz para aparentar que se tem. Resta saber se a data não calha a um domingo.

BArreirasDuarte

(a direcção de rio começa a revelar-se um manancial de rigor e excelência)

3 thoughts on “Amor/Ódio

  1. Falsificação?
    Mas, como esta pandilha não tem vergonha nenhuma na cara, nem empurrados…

    MP “deve” investigar denúncias ao currículo de Barreiras Duarte, defende vice da Ordem dos Advogados

    Em causa está documento que dá ao secretário-geral do PSD o estatuto de visiting scholar, ou investigador convidado, na Universidade da Califórnia em Berkeley.
    (…)
    O nome de Feliciano Barreiras Duarte, secretário-geral do PSD, não consta dos registos da Universidade da Califórnia em Berkeley. Contudo, há um documento, que o próprio mostrou ao Sol, e que certifica o seu estatuto de visiting scholar, no âmbito do seu Doutoramento em Ciência Política. O certificado terá sido assinado a 30 de Janeiro de 2009, por Deolinda M. Adão, professora luso-americana do Programa de Estudos Portugueses, mas a docente diz ao semanário que “é uma falsificação”.

    Contactado pelo PÚBLICO, Miguel Matias, vice-presidente da Ordem dos Advogados, diz que podem estar em causa os crimes de falsificação de documentos e usurpação de título (que se consubstancia no documento falsificado). Caso o deputado e professor tenha acedido a funções para as quais não tinha competências, então podemos estar perante o crime de usurpação de funções, adianta.
    (…)
    Ler mais: https://www.publico.pt/2018/03/11/sociedade/noticia/ministerio-publico-deve-investigar-denuncias-ao-curriculo-de-feliciano-barreiras-duarte-1806202

    E depois lá vem a conversa de treta do costume..

    A minha vida académica nunca dependeu de Berkeley’

    Não foi à Califórnia por questões ‘financeiras e familiares’ e não responde ao desmentido da universidade americana por ‘desconhecer os procedimentos’. Barreiras retificará o seu C.V.
    (…)
    Ler mais:https://sol.sapo.pt/artigo/603791/-a-minha-vida-academica-nunca-dependeu-de-berkeley

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.