Um Texto de 1996 Sobre Competências

Que fazia um interessante balanço do debate tido nas décadas anteriores sobre o tema. O aflitivo é que, por cá, há partes que poderiam ser usadas em powerpoints para “formação” com evidentes ganhos sobre o que circula como sendo pensamento inovador.

What is competence? What is competency?

Competence and competency. What is competence? How has it been reduced to competency? What is the impact on education and training?

Ler

3 thoughts on “Um Texto de 1996 Sobre Competências

    1. O “taylorismo educacional” é um subproduto de uma sociedade de massas. Para além de que existem muitos exageros quanto ao que é “taylorismo”.
      Por exemplo, concordas com a abertura de lojas e centros comerciais, a qualquer hora, com completa desregulação do “taylorismo” dos horários de trabalho, de acordo com os interesses individuais dos empreendedores?
      Não é bem o mesmo?
      Só na aparência.

      Gostar

  1. Reduzir a educação a um conjunto de parâmetros grelhados e a uma suposta preparação, ou amestração, para uma vida profissional tão desconhecida quanto incerta causa-me arrepios.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.