Que Me Desculpem os Puristas, A Minha Greve Está a Ser Hoje

São oito tempos lectivos mais uma hora de dt. Comuniquei a encarregados de educação e alunos que raramente (no máximo 2 atestados desde que comecei a dar aulas e muito poucas faltas por consultas ou coisas parecidas) falto por motivos de saúde, na acepção mais restrita do termo, mas quando estou muito cansado. É o caso. E decidi estender o fim de semana, usando o segundo artigo 102 do ano lectivo. Amanhã, dia marcado para greve no meu distrito, tenho “apenas” 5 tempos lectivos e 3 não lectivos (dt, delegado, conselho geral), pelo que decidi, de um modo que sei ser individualista e egoísta, antecipar a minha ausência da escola. É uma questão de flexibilidade.

Sim, estou consciente de que assim não estarei a contribuir para a força imensa do colectivo sindical. E que me podem chamar – de novo – uns quantos nomes. Mas isso afecta-me muito pouco, como quem me conhece sabe muito bem. Tresmalho com imensa frequência. Não sou disciplinado perante poderes fáticos a que reconheço legitimidade formal, mas tão só isso. Se quiserem excluir-me das futuras “conquistas” podem estar à vontade. Para os professores de carreira, excepto o que foi comum à restante função pública, não dei por nada de novo e melhor na minha condição desde finais de 2015. Sim, sei que a “luta” é um processo permanente, contínuo, de imensa paciência, de avanços e recuos, em que nada é definitivo e tudo é relativo. Sim, já li e ouvi a cartilha mais vezes do que seria aceitável numa tortura cruel.

O dia está a saber-me muito bem e até o domingo à tarde foi diferente, apesar das ameaças do félix. Amanhã, estarei de volta, espero que com um adicional de energia a rondar 1%.

Respeito todos os que fizerem greve de acordo com o calendário oficial e desejo-lhes que fiquem com a consciência tão leve quanto a minha está. Há muito tempo. É uma questão de autonomia.

Ovelha

6 thoughts on “Que Me Desculpem os Puristas, A Minha Greve Está a Ser Hoje

  1. Portanto, se bem percebi, há uma primeira fase de “insatisfação”, seguida de um período em que se solicitam urgentes negociações; vem a seguir a negociação, após a qual, o ministério ” rói a corda”, o qual origina uma greve, concluída por um acordo ou entendimento, anunciado como uma grande vitória . O ciclo termina aqui, e só recomeçará, após um lento recrudescer da “insatisfação”
    Tudo, a modos daquelas escadas infinitas do Escher.

  2. Sem purismos mas amanhã faço greve… não que creia que faça a diferença pois isto já não vai lá com greves, reuniões e afins… só mesmo “à bomba”
    Gozam connosco enquanto profissionais, gozam connosco enquanto contribuintes, gozam connosco enquanto cidadãos!!!
    Faço-a com exaustão e saturação profundas! Faço-a que amanhã, se pudesse, ia-me embora sem olhar para trás (que até da sala de aula me vão tirar o prazer que ainda resta). Faço-a, igualmente revoltada, que ao cabo de quase 30 anos – em que nunca precisei que me ensinassem honestidade e profissionalismo, me venham insultar com as metodologias e escola do sé.XXI e tentar derrubar a convicção de uma vida de trabalho! Mal de mim se tivesse trabalhado 30 anos sem acreditar naquilo que fiz.
    Faço-a que foi preciso passarem quase 30 anos para me levantar diariamente com a angústia profunda de quem sente o desmoronar de alicerce sobre alicerce … até nada restar… e nada valer a pena!
    Faço-a, pois que amanhã me vai dar um jeito enorme em aula após aula, durante muitas aulas, não ter que lidar com o computador que não funciona, com a rede que que está em baixo, com a plataforma em baixo de forma, com o contornar dos baldes que aparam a água que vai caindo, com a água que entra pelas frestas e molha os fios do computador, com a ausência de lâmpadas que dificulta a visibilidade do quadro ou das que não permitem a utilização do projector, com as cadeiras insuficientes que as outras estão inutilizáveis, com o frio dentro da sala, …
    Faço-a que o meu trabalho continua a satisfazer muitas “festas” e “festazanas” por esse país fora e ninguém quer saber de trabalho sério e com seriedade!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.