Pausa? Férias?

O JNE e o IAVÉ claro que só poderiam escolher estes dias para pedir às escolas que designassem os relatores e classificadores de provas de aferição, provas finais e exames deste ano. A comunicação 2/JNE tem a data de 26 de Março, o primeiro dia de “pausa” e das reuniões de avaliação (material todo publicado no blog do Arlindo). E, claro, os professores têm de andar exactamente nos dias da Páscoa a preencher a papelada desnecessária para o efeito. Quase todos os anos é assim. Parece existir uma patológica deriva raivosa nestes organismos do ME em relação a qualquer período em que achem que as escolas e os professores podem descansar um pouco.

É este nível de desrespeito que se mantém e revela até que ponto os sorrisos de alguns governantes são apenas uma fachada para esconder a permanência deste tipo de práticas de m€rd@. Lamento, não consigo já recorrer a outro tipo de linguagem para qualificar o esforço contínuo e deliberado dos serviços do ME para queimar por completo o corpo docente.

16 thoughts on “Pausa? Férias?

    1. Vê-se logo que não és professor, ó bandalho!
      Deixa lá o Guinote em paz e remete-te ao asco insignificante que demonstras ser.
      Canojo de escumalha como tu!!!

      1. O Fafe era professor, mas parece que o maior desgosto da vida dele foi eu não o ter convidado para este Quintal. Desde então, nem o beirão, nem a morcega o conseguem consolar.

        Até teve tempo para fazer uma nota na wikipedia sobre si mesmo…

        Deprimente.

  1. Daí o ódio.
    O Fafe era aquele gajo que nem Umbigava nem Desumbigava e ninguém percebeu, nunca, que raio lá estava a fazer?
    Pois foi bem despedido, sim senhor. Faz tanta falta como a Associação de Chatos/Pais na Escola.

  2. Infelizmente, é verdade.
    E a maioria dos comentários não passa do spam porque adora coisas criativas como escrever “cu-ando” ou, na sua variação mais xenófoba, estar sempre a querer gozar com o local onde dou aulas e as etnias que por lá fazem quase maioria.

    É triste, em especial porque o tentei defender anos a fio, dos outros e de si mesmo.

  3. Há gajos que não merecem um copo de água.
    A nossa classe profissional tem dos melhores seres humanos que há e tem, igualmente, do piorzinho…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.