O Possível Artigo 10º

Inclusão8

Basicamente, a mensagem é… o máximo em sala de aula, acabam os CEI, é tudo PEI, com os recursos da escola e chama-se multidisciplinar a uma equipa que, no essencial, tem professores de várias disciplinas, mas, claro, de acordo com uma reconfiguração baseada numa visão holística.

Inclusão9Inclusão10

Isto é uma espécie de piada que se faz sozinha em forma de preâmbulo.

Anúncios

Sinto-me “Acomodado”

A nova terminologia das adequações curriculares passa a ser (em nome da não categorização, supõe-se) a seguinte (conforme projecto de dec-lei em discussão há meses e, espera-se, para publicação próxima, porque há todo um mundo de alterações formais e organizacionais a fazer):

  1. Acomodações curriculares (medida universal)
  2. Adaptações curriculares não significativas (medida selectiva)
  3. Adaptações curriculares significativas (medida adicional).

Ainda bem que tudo é feito para simplificar e não rotular seja o que for.

bla bla bla

Uma Espécie de Choque de Paradigmas

As mesmas pessoas e correntes político-pedagógicas que dizem que o ensino não pode ser treinar para testes e exames mas sim desenvolver competências são as mesmas que exigem que os professores marquem os testes e/ou fichas num calendário previamente publicitado bem como elaborem e entreguem matrizes e listas de conteúdos a abordar nos testes, sendo pecado a roçar o mortal falhar o guião.

Ora, idiota como sou nestas matérias, sempre considerei que uma competência que está em desenvolvimento pode e deve ser testada/avaliada a qualquer momento sem necessidade de pré-aviso e roteiro porque isso, para mim, é que é típico de um ensino adestrador para testes e exames.

Devo estar numa espécie de interstício entre paradigmas em evolução. Ou então muito na rectaguarda da vanguarda.

debate-1-story