As Perdas Salariais Com Uma Recuperação Faseada do Tempo Congelado

Nem é falar do que se perdeu e sabemos que não volta (ao contrário do que pensa aquela deputada do PS que parece ter sido “professora do Ensino Secundário” até 2015), mas sim o que se perderá sem uma recuperação integral do tempo de serviço em “tempo útil. Os cálculos são do Luís Braga, feitas em cima da tabela proposta da Fenprof. Existem, naturalmente, diferenças, conforme o tipo de contribuinte (casado ou não, nº de filhos) Coloco em imagem, mas o anexo em pdf fica aqui para melhor consulta: Tabela base para comparação de perdas.

TAbelaPerdas

4 thoughts on “As Perdas Salariais Com Uma Recuperação Faseada do Tempo Congelado

    1. Volto a responder que esse tipo de situação não poderá acontecer. Caso se verifique, terão de existir milhares de processos judiciais contra tal facto.

      Acredito que possa até existir um acordo implícito nesse sentido entre alguns “actores”, mas o atropelo da justiça seria tal, que nem uma leitão o poderia vir defender em público.

      Há que estar vigilante em todas as escolas.

      Quanto a “ultrapassagens” continuo a sublinhar que a maioria não se apercebe das que efectivamente existiram com a entrada nos quadros de escola/agrupamento de pessoal que em tempos não tinha entrado por não ter habilitação própria para a docência nos seus grupos de recrutamento, deixando atrás colegas em qzp que a têm desde sempre.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.