18 opiniões sobre “Da Cambalhota (Inferida)

  1. Que tristeza ! A aprendizagem do enrolamento em frente ou atrás é e feriado ser ensinado de forma natural . É tão simples. Ensinei milhares de alunos ,ao longo da minha vida. Nada como tentar ” tirar o medo ” falando c o aluno,explicando o papel das mãos e braços e tendo como suporte a criação de um plano inclinado. A satisfação ” por terem conseguido ” era engraçada e motivadora. Mas é evidente q estas e outras coisas se aprendem a ensinar. Ensinar o aluno a perceber o movimento q irá realizar. Assim é reduzir tudo a um processo mecanicista , quem tem receio c mais fica e nunca aprenderá nada de formal acompanhada e natural. Q complicações… é como já aqui contei…sair do autocarro no sentido contrário ao do seu movimento. A educação devia ser uma coisa muito séria e transformou-se nesta palhaçada de tudo dever ser medido e quantificado. É será q no 1*ciclo há professores habilitados e condições para esta e outras coisas ? Cada macaco no seu galho !

    Gostar

  2. Pois que se implemente uma área flexível e transversal e de projecto para a problemática da cambanhota `a frente; e outra para a cambalhota para trás.

    Gostar

      1. A bem dizer, sempre fui uma boa aluna a Ginástica Rítmica e Trampolins.
        Aliás, a “Ginástica” era uma das minhas disciplinas favoritas.
        E ganhei medalhas. Incluindo, a natação.

        (O que me deu muita flexibilidade, agilidade e este ar airoso e gracioso, sei lá)

        Já o M., continua “boiando” na piscina, vestido e tudo. Nem estilo livre, nem costas, nem bruços nem mariposa.

        Fica boiando e flutuando suave e airosamente, qual nenúfar, até que o peso mexa com a lei da Impulsão…..e….glupp, gluppp, gluppppp.

        Gostar

  3. Eu nunca fui, não sou e creio que jamais serei capaz de fazer o pino. Lamento! A culpa é mesmo minha e não de todos os meus professores. Tenho medo e falta de equilíbrio.

    Mudando a agulha: no meu agrupamento, estão a fazer-se greves às reuniões de avaliação do 9.º, 11.º e 12.º anos de escolaridade, tendo começado ontem e prosseguido hoje.

    Sobre o calendário de greves do Nogueira, ele que as vá enfiar no terceiro olho do Bruno de Carvalho!

    Gostar

    1. no meu também se “estão a fazer-se greves às reuniões de avaliação do 9.º, 11.º e 12.º anos de escolaridade, tendo começado ontem e prosseguido hoje”

      Gostar

  4. “Sobre o calendário de greves do Nogueira, ele que as vá enfiar no terceiro olho do Bruno de Carvalho!”

    EXACTAMENTE! Adorei. E subscrevo.

    Gostar

  5. O “processo formal de ensino-aprendizagem” a que certamente fui submetida, no que respeita à cambalhota à frente/trás, não terá sido, com certeza, objeto de grande atenção em sala de aula, uma vez que nunca consegui realizar tal actividade!

    Bem sei que a minha coordenação motora sempre deixou muito a desejar, mas, por favor, se os professores tivessem dado a devida atenção a essa minha incapacidade, talvez hoje eu fosse uma mulher muito mais realizada…

    Sim, porque uma coisa é saber fazer a cambalhota, outra coisa é não a saber fazer… Agora que estes senhores me fizeram recordar e avivar um trauma recalcado de infância, começo a pensar seriamente nos motivos que me impediram de conseguir fazer cambalhotas… Começo até a temer as conclusões…

    Por favor, livrem-nos de loucos e de cães danados! De cães danados ainda nos vamos livrando, o pior mesmo são os loucos…

    🙂

    (E antes que “me caiam em cima”, não, não estou a desvalorizar as questões relativas à prática de exercício físico, estou apenas a partilhar um devaneio…).

    Gostar

    1. Colocaram uma série de experts …bem colocado nos serviços centrais. Vão progredindo,bons ACondicionados,poucas reuniões, qualidade de vida do melhor(para eles) , muitos são uns tenrinhos…Limitam-se a “ver” o q ficou dos anteriores(iguais) e modificam umas tretas. Enviam para as escolas, após bem encadernado/publicitado. E quem leva com o pincel são os alunos e professores. Dp novos estudos e conclusões tb da treta. E o desgaste ??? Acho isto tudo irreal.Odeio as palavras definição, competências,etc Todo este processo da fita métrica … dá para concluir algo ??? Não, apenas para inglês ver. E a publicidade dada aos resultados nas TVs ? Até deu vontade de rir. Quem falou muito bem foi o Guinote mas na RTP 3. ..Até a Ana Lourenço concordou.😀

      Gostar

  6. Cara F ,
    Lei da Impulsão ? Vê-se logo que foi para ” Letras ” ,daí falar tão bem inglês / alemão,como aliás aqui demonstrou. Mas “Letras são Tretas …”
    Agora essa “Lei da Impulsão”… ” Qualquer corpo mergulhado num líquido recebe da parte deste uma impulsão vertical, de baixo para cima, de valor igual ao do peso do volume de líquido deslocado.” seria o Princípio de Arquimedes ? Do Arquimedes que viveu entre 287 e 212 a.C. ?
    Com esses atributos de nadadora ( só agora revelados ) experimente dar umas cambalhotas em meio aquático. Mas não tape o nariz ( dois dedos ) ficaria mal no filme e o partenaire dava à sola !
    Esta vai para a colega F , para flutuar ! 🙂

    Flutuar com música !

    Gostar

    1. “Letras são tretas”?

      Mas que treta de conversa é essa?

      Você é que deve ser contemporâneo do Arquimedes, para escrever uma alarvidade salazarenta dessas.

      Já experimentou ler um bom livro? Olhe que sempre seria uma experiência nova, capaz de lhe abrir o espírito e alargar os horizontes. Digo eu, acreditando que isso seria possível.

      Gostar

    1. Tem toda a razão, EE.
      É por isso que nem vou responder a quem, nitidamente, anda a fumar algo. Cada um fuma o que lhe apetece, bem entendido. Mas deve poupar os outros ao espectáculo público da sua insanidade.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.