E Contra Os Professores e Governantes Lipofóbicos e/ou Adipofóbicos?

Sim, existem e não poupam os alunos gorduchos a bocas bem mais frequentes.

Governo vai “agir disciplinarmente” contra professores homofóbicos

Aliás, o “gordo” foi quase sempre e em regra com algumas excepções o bombo da festa da maioria das turmas. E antes que comecem a pensar que estou a carpir mágoas próprias, convém dizer que não fui um adolescente gordipampas (a expressão mais caricata para os gordalhufos). Só comecei a sofrer comentários imbecis já bem adulto e por gente que se acha muito bem e saudável. Basta lembrar-me dos mimos que muito “colega” armado em esbelto e saudável me dirigiu sempre que ousei contestar a obsessão com a Educação Física no currículo. No fbook então foi um fartote de rir em “grupos de professores” dotados de um espírito de enorme tolerância com modos de vida que não vivem obcecados com as calorias. E nem vou relatar as queixas de alunos, mas em especial de alunas, quanto a comentários sobre as suas aptidões físicas em pleno contexto de aula.

Ou, ainda antes disso, quando publicava fotos de alguns acepipes no Umbigo. Curiosamente, de gente muito progressista. Por fora.

Voltando ao estudo, que pode encontrar-se aquitem algumas falhas claras na caracterização da amostra (pelo menos no que penso ser apenas um resumo, pois não apresenta qualquer revisão da literatura ou uma análise comparativa com o que se passa em outros países), mas também tem passagens interessantes que não produziram destaques mediáticos:

A esmagadora maioria (93,3%) é capaz de identificar pelo menos um elemento do pessoal docente ou não docente da escola que apoia estudantes LGBTI, e metade (50%) consegue mesmo identificar seis ou mais pessoas apoiantes.

Nada disto se destina a justificar comportamentos de intolerância em relação à orientação sexual de alun@s e professor@s, ok? Esqueceram-se dessa parte no estudo? Da sacrossanta “formação” por certo que não.

ENAE_resultados

(professores corporativos, privilegiados, grevistas e ainda por cima homofóbicos?)

5 thoughts on “E Contra Os Professores e Governantes Lipofóbicos e/ou Adipofóbicos?

  1. Eu sei, amigo, e ainda por cima fazes cá uns petiscos, nada saudáveis, mas muito apetitosos. Não te esqueças que o meu filho comilão diz que ‘aquele cota cozinha bué bem’.

    Gostar

  2. O maior exemplo de homofobia que conheci foi de um colega homossexual contra uma transexual . A guerra era séria e aberta, o que deixava os restantes completamente estupefactos e que se estavam nas tintas para o género que cada um assumia. Aliás , não tenho conhecimento de grandes homofobias entre os professores ou até funcionários, já de pais ……… Agora , por cada frase que dissermos e alguém quiser entender de forma dúbia vamos ter mais um motivo para sermos atacados?! Ai que já não há, mesmo, paciência ! O “politicamente correcto” vai acabar muito mal.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.