A ILC e o OE Para 2019

O Governo mandou saber que está esperançoso nas negociações, em particular com a Fenprof, acerca do tempo de carreira dos professores e que isso viabilizará o Orçamento para 2019. O que é curioso porque sempre ouvi dizer à Fenprof que não fazia ou aprovava leis. Muito menos que teria deputados para viabilizar orçamentos.

Mas se assim é, que o seja, mas com clareza.

É neste contexto que a Iniciativa Legislativa de Cidadãos pode ajudar a definir as coisas porque, ao ser considerada muito radical por parte dos mais radicais apoiantes da actual solução governativa, ao abrir um processo legislativo a este respeito, dá oportunidade a que todos os actores em presença – fiquei agora sem saber se a própria Fenprof – apresentem aquelas que consideram ser as melhores soluções. E assim perceberemos se a ILC foi “inútil” (como os operacionais das redes sociais da ortodoxia sindical afirmam) ou se está a ser uma pressão muito concreta para que algo se resolva de uma forma diferente da que estaria no guião pré-definido para o tango dos últimos meses deste ano. Como já se percebeu, a tal “lei” que estaria no OE para 2018 a este respeito não terá qualquer efeito, pois desde o início que não passou de um artigo vago para enganar papalvos.

Resta, então, saber que cálculos eleitorais andam a ser feitos pelos mestres das tácticas (Costa de um lado, o PCP do outro) em relação aos votos a ganhar/perder com esta questão. Uma coisa é certa: qualquer solução aprovada depois de coreografada entre os parceiros preferenciais nesta dança será sempre medida pela generalidade dos professores (e respectivas “famílias”, que também as têm) em função das perdas para a proposta da ILC.

Pensem nisso, antes de irem a banhos, mesmo que não me leiam. Peçam o resumo a alguém.

brainstorm

 

23 thoughts on “A ILC e o OE Para 2019

  1. Mesmo antes da ILC ser votada, sabemos perfeitamente quem está do lado dos Professores e quem está apenas do lado dos seus próprios interesses.

    Só podemos contar connosco próprios, estou cansado de o repetir.

    Mas vamos ver, como dizia a minha tia Eugénia (era cega, coitada…).

    Gostar

  2. ILC – veremos quem vota a favor…
    Para mim, desde Sócrates e Marilú, que o PS acabou.
    A greve continua, denunciarei as Ilegalidades a TODOS os Sindicatos.
    Diretores deviam-se demitir… muito tribunal vem aí…

    Gostar

  3. A ILC foi e será um balão de oxigénio.Um balão de verdade. Incómoda para os alinhados fingidos ,agora tão calados e fugidos . Após terem ” o seu trabalhinho ” já feito . O seu trabalhinho de casa.Resta-nos aguardar e observar quando começarem a sair das “tocas”. Triste esta hipocrisia … esta mentira , estes jogos de interesses. A classe dos Professores merece muito mais. Muito maior honestidade , solidariedade,verdade . Já chega. Ao Cost@ resta-lhe fazer bem as contas finais …afinal está muito em jogo. Boa aposta a ILC ! Parabéns a todos os seus proponentes e apoiantes.

    Gostar

  4. Simplesmente, não volto a pôr um pé numa reunião. Sei que elas vão acontecer, por pressão do comissário do ME e medo e desejo de férias dos meus colegas, mas… vou reler o V Império do Pessoa.

    Gostar

  5. Mas o que vamos esperar da ILC ? A sua sorte já foi anunciada há uns dias atrás. Já todos sabemos que vai ser chumbada pela maioria. O que tinha dado força aos professores, era ver todos, digo todos, a apoiar esta greve até às últimas consequências, era obrigar todos os sindicatos a manterem a greve. Esta treta de interromper a luta para ir de férias e continuar em setembro é uma palhaçada! Em setembro quando precisarem que os professores façam greves e manifestações é que vão reparar nos estragos que causaram. Como já muitos dissemos aqui, ao menos que a ILC sirva para fazer sair da toca aqueles que dizem que estão do lado dos professores, mas que na realidade não estão.

    Gostar

  6. Zé,
    Tens razão quando dizes que a ILC tem a sorte anunciada.
    Mas …” Obrigar todos os sindicatos a manterem a greve “, “interromper a luta para ir de férias e continuar em Setembro é uma palhaçada”…etc . De quem foi esta estratégia ? Foram as apostas feitas pelos dirigentes sindicais que n estavam interessados em manter a greve. Nem em defender os Professores. O Cost@ tem muito a perder… tb calado sobre o assunto ,o Tiago igual e acabar por delegar numa diretora-geral dos estabelecimentos escolares.Nunca assisti a uma situação tão ridícula. Por e-mail ? Todos calados ? Reconheço ser difícil manter a classe unida devido às férias …os Professores têm famílias . Era difícil manter. Agora a posição da fenprof ,fne ,etc foi vergonhosa. E tem água no bico…veremos. Estas estruturas sindicais perderam em toda a linha.E fizeram cá uma figura… No próximo ano não será já com estes,tenhamos essa esperança. Deverá ser com gente nova e honesta. Com estes nada ganharemos. São uns vendidos. E demonstraram agora isso mesmo !

    Gostar

  7. Segundo a RTP 3, hoje, entre as 14h:15 e as 14h:19:

    “… a FENPROF, contactada pela RTP3, afirmou que esta luta já não é deles”!

    Será mesmo verdade?
    Poderá o desrespeito agora manifestado pelo direito à greve e o direito às férias dos professores passar-lhes ao lado?
    Aguarda-se urgentemente um comunicado a esclarecer ou a desmentir.

    Seria bom que alguém recuperasse o vídeo da notícia… e colocasse link.

    Gostar

      1. O que tinha eu escrito?
        Como em outras alturas, entregam numa bandeja os “indesejáveis”.

        Já aconteceu, quer historicamente, quer em tempos mais recentes, há coisa de uma década.

        Gostar

    1. Colega Fernando, era assim tão difícil de esperar esta reação ? Era tão expetável …

      A plataforma e o ME não aceitam sindicatos apartidarizados. Daí que o SToP não tenha sido convocado para as reuniões nem deverá sê-lo futuramente . Desta forma, ME e a plataforma poderão continuar com os seus jogos de poder prejudicando os interesses de quem está todos os dias nas salas de aula.

      Gostar

      1. Colega Manuel, no meu entender foi uma clara argolada e, como tal, não era assim tão expetável. Comentei, não por ingenuidade mas por oportunidade. Ou será que o Manuel esperava que MN afirmasse isso dessa forma?

        Mas se MN o disse há que extrair as consequências… assumindo, esclarecendo ou ziguezagueando.

        O meu comentário pretendeu apenas não deixar cair o deslize em “saco roto”, por isso apelei a que se colocasse o vídeo. E o Livresco já o publicou!

        Gostar

  8. A ILC, louvável iniciativa e que deve ser repetida em várias outras questões, teve sempre um problema inicial que lhe retira a possibilidade de ter êxito efectivo.

    E esse problema é que se centrou na reposição de todo o tempo de congelamento das carreiras a 1 de Janeiro de 2019.
    O objectivo, que não deixou em aberto outras propostas de recuperação do tempo de serviço, tornou-se em se saber quem vota como no parlamento.

    Ora, o que sabemos é que todas as declarações -da esquerda à direita- vão no sentido da negociação da recuperação deste tempo.

    E é isso que vai ser negociado. Reconheço que para muitos seja importante o sentido de voto. Para mim também o é. Mais importante é discutir-se e saber-se como vai ser feita essa recuperação.

    Gostar

    1. F,

      A ILC, louvável iniciativa e que deve ser repetida em várias outras questões, teve sempre um problema inicial que foi o de a colega ” F ” ter sido contra . Sempre ! Mééééé MárioQuotas .
      Agora ??? Paroles,paroles.

      Gostar

  9. Sempre tive a convicção que só é possível combater os politicod no seu campo de batalha: o Parlamento! A ILC foi e será sempre um marco para a classe dos professores. Já vamos assistindo ao posicionamento doas vários atores, mas quando chegar a hora da verdade (votação) todos terão de mostrar a verdadeira face e a partir desse nome to nada mais será igual. Acabar-se-ão para sempre os argumentos tipo “eu estou do vosso lado mas…” ou “defendemos sempre os professores…”! Agradeço mais uma vez a vossa iniciativa, algo único e inesperado e daí p receio de alguns…

    Abraço.

    Gostar

  10. Há 100 anos atrás, os comunistas e anarquistas (anarco-sindicalistas) fizeram imensas greves e criaram a maior confusão no país. Depois veio a ditadura e foram todos “dentro”. Mesmo lá dentro, comunistas e anarquistas continuaram organizados, mas separadamente.
    Hoje, temos comunistas, bloquistas e populistas em grande ação. A história repete-se e não saímos disto.

    Gostar

    1. Quem são os populistas, Sílvia?

      Está a dizer que lutas pelos direitos de quem trabalha criam confusão nos país?

      E não põe a hipótese de o facto de as lutas /protestos serem feitos separadamente são patrocinados por outros valores que mais alto se alevantam?

      Esta é que tem sido a História.

      Gostar

  11. Agradeço profundamente a ilc aos seus promotores. Também acredito que a verdadeira luta se faz no parlamento obrigando a discutir leis e nos tribunais constitucionais e europeus, leve o tempo que levar.

    Ser engajado para lutas dos sec. XIX, onde sindicatos acham que o ramo da Educação é igual a uma Autoeuropa é no mínimo ridículo e parvo.
    As provas de vida, o fogo-de-artifício e as encenações elaboradas pelos sindicatos só servem clientelas politicas e “amigos”. As ovelhas que ainda os alimentam continuam a não abrir os olhos e é pena…

    Gostar

  12. “A história repete-se e não saímos disto”.

    Sim, de facto, a história repete-se: os últimos Governos PS tentaram/tentam amordaçar e suprimir a Democracia, pelo menos no que à Educação diz respeito.

    Os seus “populistas” talvez sejam aqueles que não se deixam amordaçar… Sabemos bem o incómodo que podem causar…

    Lamentáveis todas as iniciativas do ME no sentido de calar as vozes discordantes e sem qualquer pudor em desrespeitar o cumprimento dos normativos legais existentes.

    E, sim, também sabemos que o PS tem sempre uma imprensa muito favorável que compactua com todos os “golpes”, branqueando as acções mais ignóbeis, enfim o seu maior aliado…

    A farsa da Democracia e da Ética e Moral Socialistas em todo o seu esplendor!

    São todos muito democratas desde que não discordem deles e que não os contrariem… Quando isso acontece suprimem facilmente a Democracia e portam-se como verdadeiros déspotas e ditadores.

    Quanto à FENPROF, só me ocorre um qualificativo: FANTOCHE do Ministério da Educação. Esperava-se (ou talvez já não) muito mais e melhor… Para que serve um Sindicato que não representa adequadamente os seus associados???

    Gostar

    1. Vejam o modelo de gestão, profundamente salazarento e norte-coreano.
      Isto no secXXI num país europeu. Mais a sua origem e manutenção é socialista!!!!!!!!!!
      Sócrates e o seu Henricht Himmler, Costa.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.