O Alzheimer Ataca Mais Forte Na Classe Política

Carlos César, o inefável presidente do grupo parlamentar do PS, declara hoje “que, na solução encontrada para o descongelamento das carreiras, o Governo “foi um pouco sindicato” dos professores que “têm sido muito prejudicados pelo radicalismo sindical”.

Relembremos que Carlos César é o inefável presidente do grupo parlamentar do PS que no dia 15 de Dezembro de 2017 a favor de um projecto de resolução (nº 1180/XIII da autoria de Heloísa Apolónia e José Luís Ferreira) em que se afirmava:

Ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, a Assembleia da República recomenda ao Governo que, em diálogo com os sindicatos, garanta que, nas carreiras cuja progressão depende também do tempo de serviço prestado, é contado todo esse tempo para efeitos de progressão na carreira, e da correspondente valorização remuneratória.

Reparem no detalhe da iniciativa no site do Parlamento:

2017-12-15 |  Votação Deliberação
Votação na Reunião Plenária n.º 27 Aprovado 
A Favor: PSBEPCPPEVPAN
Abstenção: PSDCDS-PP

Carlos César terá estado ausente nesta sessão? O grupo parlamentar do PS terá votado à sua revelia? Terá funcionado como um “sindicato”? Porque não foi o governo que votou, mas sim o grupo parlamentar dirigido pelo próprio Carlos César.

Em resumo… e se Carlos César resistisse à tentação da aparecer e falar sobre tudo e nada, sendo que ele sabe mesmo pouco sobre a maioria dos assuntos sobre os quais se pronuncia?

Ou é mesmo falha de memória?

villageidiot

3 thoughts on “O Alzheimer Ataca Mais Forte Na Classe Política

  1. É só, mesmo, mau caráter e falta de vergonha na cara!
    Utilizar qualquer descritor só se for de cretinice!
    É isto que temos no parlamento…é isto que assalta e se apodera do estado!

  2. Infelizmente não ataca só os políticos. Ataca uma boa parte da sociedade portuguesa.
    Às vezes fico indignada com o facto de a amnésia chegar tão depressa até a professores… Talvez seja cansaço ou distração.

    Brincadeiras de parte, o Alzheimer é uma doença em relação a qual sou bastante sensível. Os políticos, pelo menos os que têm voz (quero acreditar que também os há sérios), merecem ser extraditados para outra galáxia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.