Agora Achei Graça!

Podia explicar porquê, mas tenho fraca vocação para fazer desenhos humorísticos.

Se o Ministério da Educação não corrigir os horários e não contar o tempo de serviço aos professores esta greve que vai até 31 de dezembro vai prolongar-se até ao final do ano letivo, até 31 de agosto de 2019“, afirmou Mário Nogueira numa conferência de imprensa no Porto convocada para anunciar as propostas da Federação Nacional de Professores para o Orçamento do Estado (OE) de 2019.

Para o ano já se podem fazer greves em Agosto? E o descanso?

Há uns tempos, o MN afirmou que os sindicatos só têm a força que os sindicalizados (ou, para este efeito, os professores em geral) que estão por trás deles lhes derem. Já estão a ver o desenho, certo? Quem é que foi apanhado, em todo este processo, desde final de 2015, assim como que pela recta da guarda.

Antigamente havia um dito do género “com as calças do meu pai sou um grande homem”.

Trás

 

 

 

11 thoughts on “Agora Achei Graça!

  1. Toda esta farsa mal encenada é tão absurda, tão repugnante, que daria vontade de rir…se não estivesse em causa a nossa vida profissional. Mas que merda de gente (sem asteriscos ridículos a “disfarçar” a merda que tudo isto é).

    Gostar

  2. Tudo isto é demasiadamente trágico para conseguir encontrar-lhe alguma graça.
    É muito mau para ser verdade…

    Esta cena parece aqueles simulacros feitos nas escolas. Só que neste caso o simulacro – igualmente encenado – tem riscos, consequências e danos bem reais (para os outros).

    Tantos anos de treino, tanta experiência de ‘combate’ e de confronto e o episódio atual da tragicomédia é este/isto?

    Os ‘ultimos’ acontecimentos político-sindicais remetem-me para 2008… Estávamos todos do lado ‘certo’, os professores estavam firmes e unidos na retaguarda de…, e???
    Não gosto sequer de falar disso…

    Porque é que só se pedem demissões de ministros ou de secretários de estado? 🤔

    Gostar

  3. Se ….

    “Se o Ministério da Educação não corrigir os horários e não contar o tempo de serviço aos professores esta greve que vai até 31 de dezembro vai prolongar-se até ao final do ano letivo, até 31 de agosto de 2019“

    +Se…

    Gostar

  4. Sinceramente, também não entendo muito bem os “contrastes” desta situação: se os professores vão cumprir as 35 horas do seu serviço semanal, vão fazer greve a quê?
    A “serviço extraordinário” que ninguém lhes paga?
    Isso não é greve- é apenas cumprir a legalidade. O que quer um ministério que não paga tempos extraordinários, sem conta, nem contabilização? Classificar a greve de ilegal?
    Concordo. Mas faltas injustificadas não podem marcar, porque ninguém é obrigado a cumprir mais do que o seu horário semanal.
    Agora, os sindicatos querem alterar a definição de atividade letiva e não letiva por sua conta e risco- não podem, enquanto a legislação não o fizer.

    Gostar

  5. Não, porque este post fui muito mal frequentado. 😋
    Ele foi só professores básicos por aqui. Um horror!
    Tudo ‘docentes’ filhos da classe operária, mal preparados, proletarizados, etc., etc. 😊

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.