Mas Aquele Senhor Árbitro, Ou Juiz, Não Nomeado Pela Fenprof Mas Pelas Organizações de Trabalhadores Não Concordou Com Os Serviços Mínimos Agora Considerados Desproporcionados?

Estas coisas chegam a ser deprimentes.

Como é possível que alguém que tem a função de defender a posição dos “trabalhadores” alinha com o “patronato” para se verem todos desautorizados por um Tribunal a sério?

O que poderão fazer certos aparelhistas da ortodoxia sindical que andaram por aqui e nas “redes sociais” a defender a atitude do “juiz”? Não há buraco fundo onde se possam meter?

Tribunal diz que imposição de serviços mínimos sobre a greve dos professores “não foi razoável”

Em causa as greves convocadas às reuniões de avaliação do 9º, 11º e 12. Sindicatos recorreram e o Tribunal da Relação de Lisboa deu-lhes razão: houve “violação do princípio da proporcionalidade”. A decisão do colégio arbitral é assim revogada.

Alcatrao2

Pela Blogosfera

Até porque não assisti ao programa, tendo ouvido apenas uns excertos aterradores, não apenas do cromo em causa.

Crianças, Avós E A Singela Imbecilidade…

Stupid2

(parece que o programa teve uma espécie de wrestling entre a isabel moreira e a raquel varela, duas das pessoas com timbres de voz que mais violência exercem sobre a minha sensibilidade, já para não falar no facto de, estando em posições opostas, me sentir incapaz de apoiar qualquer das posições)