Um Exemplo De “Factos Alternativos” Na Fundamentação de Uma “Opinião”

Entre os 2’10” e os 3’20” deste vídeo do seu espaço de “opinião” Fernando Medina apresenta diversos “factos” sobre a proposta de reposição do tempo se serviço docente que são incorrectos, mas estão de acordo com a narrativa produzida pela máquina governamental. Até se percebe que ele olha para os apontamentos quando está quase a perder o pé.  O jornalista em vez de fazer qualquer tipo de análise, entra no coro e colabora, numa de “somos aqui todos amigos”. Apesar dos enormes elogios que lhe fazem, acho Medina um político simplesmente manhoso, que faz aquela cara típica do sonso quando está a “despejar” a “cartilha” que em nada se distingue da debitada por qualquer outro aparelhista em ascensão no PS costista.

Não chamo a isto sequer fake news, mesmo se faz parte de uma “narrativa” concertada para transmitir uma noção errada da realidade para a opinião pública. É apenas fake opinion. Opinião travesti.

Medina

 

10 opiniões sobre “Um Exemplo De “Factos Alternativos” Na Fundamentação de Uma “Opinião”

  1. SE calhar é um bocadolas off topic… o facto é que ouvi um caramelo propor, num simpósio (ou coisa assim) na cidade do Porto, que um autarca possa despedir um professor se achar que este lhe prejudica os munícipes… Gostava de vos ouvir…
    As minhas sinceras e humildes desculpas (especialmente ao Paulo) pela impertinência…

    Gostar

      1. Pode tratar-se de uma espécie de avatar de todas essas figuras cá da praça…
        O pretexto para a faladura do bacano em questão foi a apresentação, na sede Associação Comercial do Porto, de um estudo da Universidade de Braga, em que se pretende provar que isto estava mesmo bem era com uma descentralização que aproveitasse ao meu sobrinho, ao meu mais novo e até ao afilhado da minha cunhada que é bom rapaz e que até já frequentou uns cursos no centro de emprego lá da terra e tudo… até porque toda a gente sabe que eu sempre… e tal

        Gostar

  2. Quanto a propor, no que diz respeito a professores, para já não passa disso – propor.
    As autarquias, tanto quanto sei, não terão (por agora) essa competência.

    Já agora: ninguém propôs que os munícipes possam despedir autarcas que os prejudiquem??

    Eu sei que ficaríamos quase sem ninguém…

    Gostar

  3. Pois é, o mundo mediático do burgo é muito estranho… eles são comentadores que não escrutinam, que não querem ser escrutinados e em que, muitos, demasiados, são políticos (aliás muitos dos políticos do burgo centram a sua carreira ascensional na sua arte de comentar)

    Por outro lado, quer os comentários, quer as agendas noticiosas parecem ser clones baseados em modas e “amiguismos” (ambos em registos de pobre e de redutor, não passam de meros maniqueísmos, de coisas a preto e branco) … não há incómodos no seio da agremiação …

    Não há, sequer, polémicas…
    … isto é de sociedade livre e aberta?

    Gostar

  4. MST sente-se valente e é bem pago. O problema são todos os “tavares valentes” que arruínam, desde há anos, a educação em Portugal para gáudio dos jornalistas e dos economistas de serviço nas estações de tv.
    Para que servem os executivos que guerreiam e desprestigiam, de forma reiterada, os serviços do Estado? Não precisamos de altos quadros, nem de ministérios para destruir o que quer que seja. Bastam umas dicas aos jornalistas, uns relatórios das finanças, a Finlândia e, claro os “tavares valentes”.

    Gostar

  5. …” acho Medina um político simplesmente manhoso, que faz aquela cara típica do sonso quando está a “despejar” a “cartilha” que em nada se distingue da debitada por qualquer outro aparelhista em ascensão no PS costista.”

    Na mouche. Apoiado.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.