Uma Inclusão Aos Remendos

O que vou incluir em seguida chegou-me por alguém ligado ao trabalho no terreno com os alunos sobre os quais outros teorizam. Vou colocar o mail praticamente como me enviou, para que se perceba como quem tem o dever diário de dar o melhor apoio aos alunos acaba por ser ultrapassado pelo work in progress de quem proclama uma “inclusão” que não sabe como se pratica fora dos gabinetes. Mais complicado, ainda há pouco tempo, lia um dos defensores do dl 54 a defendê-lo e às melhorias verificadas com este modelo recorrendo a um documento do CNE (Estado da Educação 2016) que se baseia em dados recolhidos até ao último ano lectivo lançado ainda pelo anterior governo. A desorientação parece evidente.

Achei estranho não ter lido o disclaimer referido no post acima no Manual de Apoio à Prática..
Ora hoje – lampejo – porque precisei de utilizar esta ferramenta:
Resolvi comparar a 1.ª versão do Manual de Apoio à Prática cujo download fiz a 12-07 (“manual_de_apoio_a_pratica-1” que segue em anexo) com a última versão que segue em anexo (“manual_de_apoio_a_pratica_download a 19-11” em anexo).
Tens aqui a comparação – disponível para divulgação pública:
Ora amigo, porque é que, na última versão, as assinaturas dos responsáveis políticos desapareceram todas e foi introduzida o disclaimer referido?
A tutela não tem obrigação de numerar as versões dos documentos oficiais?
Uma vez apercebi-me desta “brincadeira” com um documento do JNE…
Sabes que o Documento FAQ (lista de perguntas frequentes) sobre o Decreto-Lei n.º 54/2018, retirado do site da Direção-Geral da Educação (http://www.dge.mec.pt/educacao-inclusiva) já vai na quinta versão (5a? cf. faq_-_dl_54_-_versao_5a)?
Só me apercebo porque o nome do PDF tem a versão como “extensão” ao nome? (em anexo)
.
O que eu critico quanto a este último acaso é quando vais ao link deveria ser explícito em que versão é que vai. Só me apercebi porque fiz o download do ficheiro e me apercebi do nome que tinha a extensão da versão.
Enfim…

 

Head Spin

4 thoughts on “Uma Inclusão Aos Remendos

  1. Talvez as alterações previstas no que respeita ao ensino doméstico possam merecer um comentário do Paulo.
    Há um lógica de flexibilidade inclusa que me parece merecer um reparo.

  2. A versão que eu tenho é diferente das duas versões apresentadas. Na ficha técnica da versão que tenho é referido:
    “Desta publicação apenas são permitidos excertos desde que, devidamente referenciada a fonte nos seguintes termos: Direção-Geral da Educação, 2018. Para uma Escola Inclusiva: Manual de Apoio à Prática.
    O ME/DGE bem como os organimos que contribuíram para a sua elaboração (DGS, ANQEP, e INR, I.P.) não podem ser responsabilizados pela utilização indevida dos conteúdos do presente Manual.”
    Esta versão ainda inclui as assinaturas dos responsáveis políticos.
    Portanto, são, pelo menos, 3 versões tornadas públicas do mesmo documento!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.