Sticks And Stones

As palavras não lhes importam. Arranjam outros significados. Retorcem-nas. Manipulam-nas. Garantem que é assim mesmo e de forma inabalável (irrevogável?) o que claramente não é a olho nu. Imagens ainda os incomodam, agem perante a evidência visual, a menos que possam relativizar. Tornaram-se especialistas no “jogo democrático” da democracia quadrienal e da “mesa das negociações”. Liofilizam a comunicação para o público, balsemizam os títulos, retirando-lhes sempre que possível qualquer carga de dramatismo, porque ainda temem o tal poder da imagem das mil palavras. Sentem-se senhores disto tudo, mesmo se ajoelham perante qualquer ditadura com cash flow. Colocam mexias e catrogas em pontos chave para que as dobradiças se mantenham oleadas, não se esquecem das cardonas, como se só os varas fossem culpados. Cooptam galambas. Tentam apagar a memória para que não nos lembremos que foram cúmplices ou idiotas úteis. Reforçam-se com pessoal “técnico”, almofadam-se com as conversas em off do até têm razão, mas o centeno e o eurogrupo é que mandam. Regressa uma claustrofobia que não se nota tanto, porque aprenderam a controlá-la de forma menos nervosa e epidérmica. Aprenderam com o engenheiro que a pressa pode ser inimiga do arquivamento ou da absolvição. Aprenderam que são necessários alguns mártires para que exista uma aparência de justiça. É pouco o que escapa por entre as malhas. É uma  forma de “democracia suave”, o mais low cost possível, a menos que envolva viagens para o domicílio ficcionado. A palavra passe é um bem comum. O país vai-se desenvolvendo, já quase não há piolhos, mas há sarampo na linha. Os anjos caíram, mas nem fugiram da cidade, muito menos foram para as serras que esbraseiam. Prefere-se o spa ou a discreta promenade pela Europa civilizada, arranjam-se uns festivais, umas galas, uns prémios, retribuem-se convites e simpatias. Os cargos nem são executivos… Vai-se vivendo.

PortSuave

31 thoughts on “Sticks And Stones

  1. Muito bom mesmo!

    “Regressa uma claustrofobia que não se nota tanto, porque aprenderam a controlá-la de forma menos nervosa e epidérmica.”
    Esta é a imagem de marca deste governo.
    São bem mais ágeis do que os do governo anterior.

    Democracia “low cost” (quase escrevi ‘low costa’…). Adorei! Apesar da verdade triste que lhe subjaz…

    O país já não tem piolhos. Pois não, os piolhos foram substituídos por outras ‘bichezas’… com as quais Paranix não funciona…

    Admiro a sua inteligência, a perseverança e tudo o que faz há tantos anos pelos professores (sem cargos, sem pensões vitalícias, sem retorno económico para as muitas horas que trabalha pela classe!).
    OBRIGADA!!! 🌹

    Precisamos de muitos Paulos!

    Gostar

      1. Margarida,
        Eu não entendo ,esta capacidade (infindável ) do Paulo .
        Aulas ,tarefas várias e escrever assim .
        Já lhe perguntei…ele respondeu-me que consegue escrever muito e rapidamente .
        Mas …acho que o colega Luís Ferreira tem muita razão. O Paulo é como o vinho do Porto !
        “Caneta de ouro ” já !!!!!
        Merece mesmo !

        Gostar

  2. “no “jogo democrático” da democracia quadrienal e da “mesa das negociações”. ”
    Será que amanhã se avançará no regresso à mesa das negociações… ou será para desejarem um feliz Natal?

    Gostar

  3. Foi tão bom quando cortaram ordenados e mandaram os nossos filhos emigrar.
    Tenho saudades desse tempo maravilhoso em que não havia subsídio de férias, nem de Natal e cortaram nos feriados.
    Que bom que foi.

    Gostar

    1. Foi? Explique-me apenas uma coisa… o mau faz o medíocre ser muito bom, é isso?
      Custa-me sempre perceber quando há quem goste de se nivelar pelos padrões mais baixos.

      Claro que nos esquecemos que a troika chegou cá por obra e graça do Espírito Santo. Literalmente. Que mandou o engenheiro chamá-la.

      Certo, caro fogão de lenha?

      Gostar

  4. “Certo, caro fogão de lenha?” 😂😂

    Aqui está uma das facetas do Paulo de que eu gosto mesmo!
    Muito, muito bom!

    Só o Paulo para se lembrar de fazer recuar o micro-ondas até ao pai, ups, ao passado. 😊

    Gostar

  5. Inacreditável.
    Onde já chegou este Costa … uma verdadeira vergonha. Devia ter dito o mesmo à sua mulher…mas aí conseguiu um esquema de rescisão de contrato de trabalho com o ME. Publicação em D.R. – Agosto …para ninguém ter conhecimento ( talvez apenas alguns amigos). Evidentemente ,com uma verba que se esgotou num ápice.
    Que gente.Que nojo.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.