Ler Para Aprender

E não apenas para confirmar crenças ou apresentar o velho como novo. Os 50% natalícios da Verso traduziram-se em meia dúzia de aquisições. Em especial o Psicopolítica, que parece já ter tradução nacional, merece especial leitura pela forma como explica como a “liberdade” pode ser usada para nos tornar menos livres. Quanto ao Virilio, há 20 anos descrevia já o nosso presente, coisa que alguns contemporâneos nossos, que se acham muito (põs-pós) modernos, ainda não compreenderam.

img_0301

Sábado

Restaurante de comida tradicional, daquela que apetece mesmo em sábado cinzento e sonolento. Chega o casal ali a entrar nos quarenta. O homem já começou a fazer máquina 1 ou 2 para que não se note tanto a calvície galopante, a morfologia a garantir que nunca será magro e está na curva ascendente da protuberância que só muita transpiração poderá travar. Gosta de colocar a voz para que todos saibam a sua mundinhovisão. Não quer a cabidela, porque não tem meia dose e quer comer pouco, não quer dado vinho porque não sei quê (eu bem que tentava ignorar concentrando-me na minha dose de cabidela). Lá manda vir qualquer coisa com batatas fritas, para depois se queixar que “estava um bocadinho gorduroso” e não quer sobremesa, nem café, nem nada e a mulher que pague a conta porque é ela que tem os cartões, mas que pague com aquele específico e não com o outro. É impossível não ouvir, com aquela voz de quem está em palco. Durante grande parte da refeição não consegue tirar os olhos do nosso tacho de cabidela ou do bacalhau à minhota, com aquela falta de subtileza típica de quem se acha qualquer coisa. Só após sair pude expressar, com algum à vontade mas decoro no tom, a ideia que tenho (mas que aqui apenas reproduzirei por menos de metade) sobre pessoas que morrerão e cheirarão mal ao decompor-se como qualquer outro, a menos que seja cremado, mas que até lá chegarem só servem para nos lixarem o juízo com f enquanto pairam sobre a refeição alheia.

order.jpg

(sim, estou muito bem disposto e particularmente tolerante… a cabidela estava excelente e a sobremesa em camadas, nem vos digo)