O Que Seria Do Mundo Sem Imbecis?

Um qualquer coisa sindical (dirigente? delegado? operacional?) disse hoje a uma amiga minha que esteve na manifestação que uma das razões da desconfiança com a ILC (que no discurso do grande líder também assomou) teria a ver com o facto de eu ser um possível militante do PSD. Sim, como é possível que eu seja membro da Liga de Defesa do Ornitorrinco Listado. E tem tantas possibilidades como as de eu ser da Associação de Amizade da Carqueja de Baixo com Vladivostock. E, claro, em todas essas condições tenho planos tenebrosos de dominação cósmica.

village-idiot_mug

(claro que o problema não é a imbecilidade, mas mesmo a desonestidade, pois eles sabem muito bem que não sou ou alguma vez fui filiado seja no que for, mas mentem e fazem-no porque está na sua natureza… e o exemplo vem do topo)

12 thoughts on “O Que Seria Do Mundo Sem Imbecis?

  1. É a estratégia deste governo. A mentira é repetida as vezes necessárias até se tornar numa verdade. Assim aconteceu no nazismo. Assim acontece nos regimes ditatoriais.
    Mas, mesmo que fosse verdade (cada qual é livre), isso nem é argumento. MN deve defender o PROFESSOR, independentente da sua cor ou raça!
    Conclusão: isto é duplamente estúpido!

    Gostar

  2. A mim, parece-me fazer tanto sentido o Paulo ser militante do PSD como ser vegetariano ou vegan. 😊
    Que o diga o arroz de cabidela do último fim de semana. 😉

    Gostar

  3. «Um qualquer coisa sindical (dirigente? delegado? operacional?) disse hoje a uma amiga minha que esteve na manifestação que uma das razões da desconfiança com a ILC (que no discurso do grande líder também assomou) teria a ver com o facto de eu ser um possível militante do PSD.»

    E ainda que fosse verdade?!…
    Este deve ser outro daqueles camaradas que, por independência de espírito, recusam partilhar actos cívicos de cidadãos sem conhecer os seus nomes, moradas, tendências partidárias…mas apoiam o escroque venezuelano e a sua cleptocracia sem fazerem muitas perguntas…

    O Evangelho de João (Tradução Brasileira da Bíblia):

    “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas. O que é mercenário, e não pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge, e o lobo as arrebata e dispersa. O mercenário foge, porque é mercenário, e não se importa com as ovelhas. Eu sou o bom pastor, conheço as minhas ovelhas, e as que são minhas, me conhecem a mim, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas. Tenho também outras ovelhas que não são deste aprisco, estas também é necessário que eu as traga; elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um pastor. Por isso o Pai me ama, porque eu dou a minha vida para a reassumir. Ninguém a tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou. Tenho direito de a dar, e tenho direito de a reassumir; este mandamento recebi de meu Pai.”

    — João 10:11-18.

    Mutatis, mutandis, O bom rebanho também não se perde do seu pastor…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.