Quando Se Decreta À Pressa Sai Asneira

Eu sei que os senhores secretários de Estado têm mais em que pensar do que em avaliar se o que despejam sobre as escolas tem alguma coerência. Claro que quando se produzem decretos, portarias e despachos a metro para deixa ruma reforma pronta a tempo do final do mandato as coisas podem correr menos bem. Ou não. Tudo depende. Se apenas em final de Janeiro se percebe que as datas podem não bater certo na sequência de diplomas publicados há mais de seis meses antes é apenas porque, afinal, os exames são um mero detalhe e mais dia, menos dias, tanto faz. Pessoalmente, não me choca de forma particular, até porque as minhas expectativas são baixas nestas matérias. Já percebi que o que interessa é outra coisa.

Despacho n.º 1072/2019

(…)

Tendo sido garantida aos alunos, no âmbito do projeto de autonomia e flexibilidade curricular, aprovado pelo Despacho n.º 5908/2017, de 16 de junho de 2017, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 128, de 5 de julho de 2017, posteriormente consagrada no Decreto -Lei n.º 55/2018, de 6 de julho, a adoção de um percurso formativo próprio, através da permuta e da substituição de disciplinas, encontram -se comprometidas as datas dos exames finais nacionais, na 1.ª fase, de História e Cultura das Artes, Desenho A e Economia A, e as datas dos exames, na 2.ª fase, de Economia A, História e Cultura das Artes, Filosofia, Historia B, Alemão, Espanhol, Francês, Inglês e Geografia A.
Deste modo, e salvaguardando o necessário equilíbrio na calendarização dos exames finais nacionais do ensino secundário, são ajustadas as datas dos mesmos, constantes no anexo VIII do referido Despacho n.º 6020 -A/2018, de 19 de junho de 2018. É igualmente ajustado o período de aplicação da componente de produção e interação orais das Línguas Estrangeiras.

Só fica por saber quem foram as partes interessadas que se queixaram e quando e, já agora, quando foi feita a audiência referida. E desta vez, não digam que a culpa é (sõ) do Santo Iavé nos Céus.

Foi, nos termos do artigo 100.º do Código do Procedimento Administrativo, realizada a audiência dos interessados, tendo nesse âmbito sido ponderado e aceite o pedido de alargamento do período durante o qual as escolas podem calendarizar as provas de equivalência à frequência dos três ciclos do ensino básico e do ensino secundário, de modo a permitir um intervalo mais adequado entre as diferentes provas, o que traduz ligeiros ajustamentos aos anexos VII e IX do mesmo Despacho n.º 6020 -A/2018, de 19 de junho de 2018.

Calendario

 

7 thoughts on “Quando Se Decreta À Pressa Sai Asneira

  1. E isto o que será para os professores?

    Promulgado diploma que fixa valor pago na pré-reforma da função pública
    O Presidente da República promulgou hoje o diploma do Governo que determina as regras para a fixação do valor a atribuir aos funcionários públicos que entrem na pré-reforma, segundo avança uma nota publicada no ‘site’ da Presidência.

    https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/promulgado-diploma-que-fixa-valor-pago-na-pre-reforma-da-funcao-publica-404496

    Gostar

  2. Já perceberam que, com este despacho, a srª SE faz um belo: “TOMA!” É que com as PEFs até 31 de julho, ela põe os professores a trabalhar por agosto dentro sem poderem gozar todas as férias a que têm direito até 1 de setembro! Já viram bem???

    Gostar

    1. Já quase todos os anos sou obrigada pela minha escola a interromper as férias no dia 4 ou 5 de Agosto para ir à escola botar uma assinatura mínima numa pauta de prova PEF da 2ª fase, em que 100% das vezes as criaturas até chumbaram. Já há muito que brado contra isto. Falei até para o sindicato que me disse que se o diretor mandava, nada a fazer! Este ano ou as criaturas passam logo na reunião de avaliação ou se alguma tiver mesmo de ir à PEF passa logo na 1ª fase. Quanto às férias não nos podem impedir de as gozar poderemos é ter de o fazer interpoladamente. Mas que cada vez mais os nossos direitos estão a ser atropelados isso não há dúvida!

      Gostar

  3. Realização de EF no básico até 30 de julho e no secundário até 31…
    Bom, podia ser pior… Vai que 2019 era um ano “trisexto”?
    Estas provas e as tarefas delas decorrentes iriam até quando? 🙃

    Gostar

  4. 1- faça-se de maneira que não haja pef, aplicando-se o novo paradigma educativo; senão, vai se ‘interessante’ a marcação das férias…
    2- o novo paradigma educativo é incompatível com o sistema de avaliação por exames, porque não respeita a individualidade avaliativa nem a predominância da avaliação formativa. Que tal extinguirem com exames e similares?

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.