10 thoughts on “Só Se For A Assunção A Fazer A Ronda Com O Mário

  1. o CDS está a jogar estrategicamente para manter uma áurea simpática eleitoral, mas ‘saving is butt’ caso venha a ser cooptado para o governo, não lhe interessando receber este compromisso nesse caso; o PSD vai pelo mesmo caminho, dizendo ‘nim’ com o mesmo receio; os partidos da gerigonça BE/PCP dão um ar eleitoral de diferentes do PS mas sem exagerarem na ruptura n~’não vá o diabo tecê-las’ para quando forem chamados para a próxima gerigonça. O resultado final será a maioria dos profs ‘ficarem a chuchar no dedo’. Com este modelo, agrava-se a discriminação negativa a nivel salarial, que já enfermava de um modelo de diferenciação salarial estranho, distinguindo apenas pela idade e não pela função, que agora ainda se torna mais bizarro, com leis que permitem ultrapassagens em que mais novo tem maior ou igual salário que mais velho, executando rigorosamente a mesma função.
    Para aguentar esta enredo kafkiano só ingerindo pilulas antidepressivas ou uns valentes centilitros de vodka…

  2. Esta badalhoca fez parte de um (des)governo, anos a fio, que nada fez pelos Professores. Quando está na oposição é que se lembra de nós? Na minha terra isto tem um nome e não é daqueles que eu possa aqui transcrever. Políticos de merda!

  3. Esta tipa populista propõe menos dirigentes sindicais pagos pelo Estado, mas no governo nada dizia, (convinha a paz social) foi MLR (Sócrates de má memória) que reduziu à decência os dirigentes pagos por todos os contribuintes. Agora a ladainha dos sindicatos é esta:
    “Não há tempo para inventar desculpas ou divergir nas estratégias. São muitas as razões para sairmos à rua. A situação continua e agrava-se agora com o novo decreto. Só uma manifestação de 120000 (como a do passado que fez recuar o governo em matérias importante) mudará a nossa situação. Não haja ilusões, não temos alternativas à manifestação em massa a meses de eleições. Tudo o resto (ILC que recusaram?) pode ajudar, mas não chega.”
    Subscrevo a resposta do colega Henrique Faria “O que causou e causa mossa são partidos políticos mentirosos, sindicatos com partidarite e umbiguismo, docentes desunidos e com pouca coragem de ações fortes. Recuso-me a debitar letras e canções formatadas e abanar bandeiras. Quero outras formas de luta.”
    E também concordo com o Mário Silva no comentário anterior…

  4. Por mim os sindicatos podem meter as manifestações num sítio apertado (?) e bem escuro e fedorento.
    Não é com passeios avenida abaixo que vamos conseguir nada. Nunca conseguimos nada nem com passeios nem com abaixo-assinados nem com 1 dia de greve à sexta-feira.
    Os sindicatos têm juristas, que ponham o desgoverno em tribunal europeu, por estar a tratar Professores do mesmo país de modo desigual ea provocar ultrapassagens ilegais.
    A via jurídica é a nossa melhor hipótese. Eu sei isso, logo, os sindicatos ainda o sabem melhor. Então porque não o fazem? Porque são uma cambada de hipócritas: não querem incomodar demasiado o desgoverno porque o Jerónimo Dinossauro apoia o desgoverno.
    PQP a todos!
    Não sei se detesto mais o desgoverno se os hipócritas dos sindicatos.

  5. O Joaquim está forrado de razão!!

    Quanto à shodona Cristas… tenho um “recorte” de impressa com a shodona Cristas
    de t-shirt amarelo canário e com declarações muito aguerridas em defesa dos colégios privados e a desrespeitar a Escola Pública e os seus professores

    Ah poisé …

  6. Em vez de nos lixar sempre que pode,
    o M Nogueira devia ir fazer greve de fome para a porta do Marcelo

    Parece que é a nova forma de luta de sindicalistas

    Agora está lá o da Polícia… por isso espera uns diazitos e vai comendo umas pizzas para aconchegar o estômago

  7. O que interessa aqui não é a Lurdinhas, nas a Cristinha com mais negociações. O que interessa é que temos um governo que não quer/vai dar mais nada, uma oposição à esquerda que quer barulho, mas não muito para deixar tudo como está e uma oposição à direita que quer votos. Não há negociações que resultem num quadro destes, por isso, se querem fazer algo peçam ideias aos enfermeiros e respetiva ordem, porque de resto estamos conversados.
    Agora, acredito que se a esquerda não estivesse no governo, o barulho da mesma e a vontade dos sindicatos já tinha provocado um cataclismo. Assim, são uns mansinhos.
    Concluindo, reparem na falta que nos faz uma ordem de professores. E, como é óbvio, reparem porque é que os sindicatos e partidos fazem tudo para que uma ordem nunca seja uma realidade. Isto é o mesmo que impedir o normal funcionamento de uma democracia, eliminando possíveis focos de problemas, aliás, como provam os bloqueios sentido pelo autor deste blog…

Deixe uma Resposta para Duilio Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.