Um Argumento Que Não Consigo Aceitar

Em tempos que já lá vão, levávamos reguadas e chapadões de profesor@s e isso estava errado, tão errado quanto agora um aluno de 12 anos enfiar uns murros num professor com mais de 60 porque, no fundo, aos 12 anos ninguém é bem culpado de nada.

Uma m€rd@ é que não, se é que me faço entender.

keep_calm_and_pardon_my_french

(um malfeitoria não pode justificar outra… uma besta adulta não pode justificar retrospectivamente seja o que for e se aos 14 anos os petizes já podem ter uma licença especial de condução de ciclomotor em via pública, gostava de saber se esse período de dois anos corresponde ao momento crítico de desenvolvimento de atitudes morais, éticas e etc…)

7 thoughts on “Um Argumento Que Não Consigo Aceitar

  1. Acho que o texto do colega João André Costa, publicado no DearLindo, é perigoso. Até posso entender parte do seu raciocínio, mas não pode ser isso que está em causa.
    Pode ser complicado legislar sobre a parentela, mas seria muito simples legislar sobre estas matérias.
    Não podemos é ir em socorro do criminoso, abandonando a vítima. ( Não sei se com ou sem aspas. O criminoso, claro).
    Há escolas onde há muito sofrimento docente. A lei da selva impera. Literalmente. Pois há leis, e estas, uma selvajaria.
    Voltamos ao medo. Ou nunca saímos de lá, só mudamos os protagonistas.

    1. O texto em causa vem na linha de abordagens que consideram que o professor é um mártir que tudo deve sofrer em silêncio e quietinho.
      A conversa sobre o “erro 4” é típica de doutorados em gestão de indisciplina para totós.

  2. No meu agrupamento a direcção actua, por vezes, com a mão pesada possível sobre comportamentos inadmissíveis e alguns senhores encarregados de educação, em vez de terem vergonha pela actuação dos seus rebentos, ameaçam a direcção com processos em tribunal e metem recursos … É algo de perfeitamente inacreditável… há situações que me custa a crer que alguém possa sequer atenuar uma pena , que é leve tendo em conta a gravidade de certas condutas…
    Infelizmente é o que temos e onde chegámos…. Quando não sabemos usar da Liberdade que temos abrimos caminho para as botas cardadas… Há que mudar algo, a nível disciplinar e de responsabilização dos EE, ou isto vai acabar mal….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.