13 thoughts on “Não Será “Inconstitucional”…

  1. O Paulo não anda bem. Só o PSD? Será que o Paulo Guinote pode esclarecer, de forma direta e sem mencionar o PSD, porque é que o recado não é para todos os outros partidos? Os outros não precisam? Quem tem a maioria parlamentar não precisa? O CDS com muitas responsabilidades no governo anterior também não? É claro que o PSD tem que refletir, mas todos os outros também. Tenho imensa curiosidade para saber a resposta.

    Gostar

    1. O Pedro Pereira não lê bem… ou não percebe a referência que faço à classificação como “inconstitucional” feita por um vice-presidente do PSD acerca da possibilidade do Parlamento legislar sobre a recuperação do tempo de serviço docente. Algo que recentemente outras fontes do PSD (incluindo em tom de passagem, se bem me recordo, o próprio líder) retomaram para justificar a sua postura.,

      Tenho curiosidade em perceber se o Pedro Pereira fez o comentário acima por ignorância ou por não atingir o “subtexto” que é sempre chato ter de explicar para ser percebido. É como explicar uma anedota daquelas simples…

      Para o PS, geringonça incluída, ou CDS, guardo outros textos.

      Já agora, agradeço que comece os comentários de outra forma. Quem “não anda bem” é quem não percebe o que lê.

      Gostar

      1. Percebi o seu raciocínio, aceito-o e concordo com ele.
        No entanto, não aceito que considere o meu comentário como ignorante ou com falta de inteligência. Faço-me explicar melhor: Mesmo que se trate de um blog com um tema muito próprio não poderei nunca aceitar que quando o Paulo menciona a palavra “inconstitucional”, essa palavra dita tantas vezes e em tantos contextos (mesmo restringindo ao tema do blog), dizia eu, essa palavra só possa ser aplicada a uma situação particular que nada, vou repetir, nada tem a ver com o tema dos rascunhos das leis vindos da presidência. Espero que compreenda que a palavra “Inconstitucional” não é única e exclusiva de um tema específico que lhe passa pela mente, pois na minha essa palavra é associada por exemplo, à inconstitucionalidade das ultrapassagens, à inconstitucionalidade da diferença de tratamento entre os professores do continente e das ilhas, à inconstitucionalidade da aplicação dos 70% aplicados aos escalões dos professores com os 70% aplicados aos escalões médios de 10 anos de duração ou de dois anos de algumas forças de segurança, etc, etc, etc. Há vários assuntos onde tal pode ser aplicado, por isso, é imensamente redutor para si pensar que o seu ponto de vista é único e objetivo. O facto de se encontrar entre aspas também não é suficiente para o associar única e exclusivamente ao PSD pois há outras pessoas que se dizem sindicalistas e que as tem vindo a pronunciar repetidamente.
        Quero ainda lhe dizer que no dia 12 do corrente mês, lhe fiz um comentário ao artigo “Uma Proposta Que Nunca (Ou)Vi O PSD Fazer” que vai no mesmo sentido do título deste (se calhar com motivação diferente) e ao qual não obtive qualquer resposta. Provavelmente também terá alguma intenção que alguns poderão adivinhar, mas que a maioria não tem que acertar. Mas uma não explicação do que lhe passou na mente provavelmente fez-me carregar ainda mais negativamente sobre o seu pensamento-único-privado-que-tem-que-ser-do-conhecimento-geral-e-se-nao-me-compreender-entao-trata-se-de-um-ignorante.
        Já agora, a sua frase “Quem “não anda bem” é quem não percebe o que lê.” não me parece nada adequada a alguém da sua ou da minha idade, por isso, recuso-me a acrescentar o que quer que seja.

        Gostar

    1. Andam atrás do familygate, mas têm tantos esqueletos no armário…

      Sim, apoiam a “descentralização” (e no caso dele a partir do CNE) para depois colherem os frutos.

      Mas se fosse só isso que mancha alguns destes políticos.especialistas…

      Gostar

      1. Paulo, tenho-o como uma pessoa séria, esclarecida e informada. Sei que o devo conhecer melhor do que o Paulo a mim. Espero que me tenha compreendido também. Vou ignorar o seu comentário às 1:58 por isso mesmo.

        Gostar

    1. Se reparar nas horas dos seus comentários e do meu, certamente que perceberá que esta sua resposta foi despropositada, mas como imagino que não reparou eu explico-lhe: O Paulo enviou a resposta entre as 8:47 e 8:48 e eu entre as 8:49 e as 8:50. Obviamente que a página se encontrava aberta no meu ecrã quando eu a escrevi e sem a sua resposta visível que entretanto foi publicada. Eu? Com défice de concentração ou atenção? Hummm…

      Gostar

  2. P.S. Concordará certamente que o facto de ter sido o PSD a indicar o texto do dia 12 não quer dizer que tal não deva/possa ser aplicado a todos os partidos políticos. Neste caso específico, deve mesmo ser aplicado a todos, sem exceção, independentemente de quem o afirmou.

    Gostar

    1. Ok… tudo bem. Não tinha visto a minha resposta… só que permanece a questão… quem falou em “inconstitucionalidade” do Parlamento legislar sobre a forma de recuperar o tempo de serviço dos docentes foi o David Justino, num daqueles programas inenarráveis da hora de almoço da TSF com o Carlos César.
      Repito… parece continuar a não perceber que cada crítica pode ter um ou mais destinatários. Neste caso, tem um, muito claro.
      Outras críticas poderão ser mais gerais.

      No hard feelings.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.