Se Existisse Alguma Decência Na Nossa Política…

… este don césar já estava há muito tempo no armário dos tachos e panelas imprestáveis. Se nem os cemitérios de Lisboa deixa em paz.

Carlos César acusa BE e PCP de se “associarem a uma vitória da irresponsabilidade”. Mas avisa já, ao Expresso, que o PS vai pedir a avaliação do Tribunal Constitucional, se Marcelo não a travar

polvo

 

É Dia De Festejar (Mas Com Calminha)

Há ainda diversas “variáveis” a ter em conta, desde o contra-ataque de um PS acossado e isolado, perante uma derrota na luta contínua com os professores, seus inimigos de estimação há mais de uma década, até ao tipo de selfie que o “professor” Marcelo quererá tirar nesta questão (segurar um Costa em plano inclinado até ao limite ou lavar daí as mãos?), não esquecendo a “operacionalização” da recuperação do tempo que não pode ser feita de um modo que leve a ultrapassagens em série. E seria muito bom que algumas figuras não aparecessem já a reclamar a 372ª vitória desde a viragem do milénio, porque, assim a uma primeira vista é capaz de serem menos umas 370.

Shin Chan

 

Fumo (Quase) Branco!

Contagem integral do tempo de serviço dos professores está garantida

(…)

O PSD garantiu nesta quinta-feira que considera “essencial” que a Assembleia da República proceda à “correcção do tempo de serviço congelado”, subindo os dois anos, nove meses e 18 dias aprovados pelo Governo para os nove anos, quatro meses e dois dias exigidos pelos professores e que corresponde à contabilização integral do tempo de serviço.

A garantia foi dada pela deputada do PSD Margarida Mano no início da sessão da comissão parlamentar da educação, onde serão votadas as propostas de alteração ao Governo, que apenas garante a contagem de cerca de três anos. A deputada excluiu contudo a hipótese de votar prazos concretos para que a contabilização seja feita, conforme proposto tanto pelo BE, como pelo PCP.

Mas tanto a deputada Ana Mesquita, do PCP, como Joana Mortágua, do BE, também deram conta, a abrir a reunião, que estarão nesta votação “sem qualquer intransigência”, sendo que o fundamental para si é que também seja garantida a contagem integral do tempo de serviço.

“O nosso compromisso é com os professores e estes não nos perdoariam qualquer sectarismo”, disse Joana Mortágua. 

Actualização:

Pelo PS, o deputado Porfírio Silva alertou que a Constituição proíbe que sejam aprovadas pelo Parlamento propostas que aumentem a despesa prevista no Orçamento de Estado, à semelhança do que o ministro das Finanças também já tinha avisado nesta terça-feira, quando foi ouvido na comissão parlamentar da Educação.

Em causa está a possibilidade de a recuperação dos cerca de três anos já autorizada pelo Governo ser aplicada este ano a todos os professores em vez de apenas aos que forem promovidos em 2019 por via do descongelamento das carreiras, conforme aprovado pelo Governo.

Para evitar um alegado risco de inconstitucionalidade, o PSD e o CDS já anunciaram que vão propor uma alteração ao que tinham inscrito a este respeito nas propostas iniciais que apresentaram. Isto apesar de o PSD insistir que o Governo tinha garantido previamente que a contagem dos cerca de três anos estava prevista no Orçamento de Estado para 2019.

Falta o “professor” Marcelo e eu ainda me lembro de há unsanos (Março de 2011) o Cavaco ter lixado com toda a força um acordo parlamentar com esta configuração sobre a add.

Gatoespreitar

Começa A Ser Um Número Mais Razoável, Mas Mesmo Assim Acho Poucos

Chefe de gabinete de secretário de Estado alvo de buscas. Há 73 arguidos

 

Há um total de 73 arguidos por fraudes de milhões à UE e ao Estado Português. A PJ esteve no terreno com cerca de 100 inspetores a conduzir 26 buscas. Em causa estão negócios relacionados com resíduos hospitalares. Não houve detenções.

Money