É Este O Aspecto De Uma Reunião De Um Gabinete De Crise, Emergência E Etc?

(imagem do instagram do actual PM)

InstaCosta

Quanto a demissões… será que querem mesmo eleições em pleno Agosto e campanha na temporada de banhos e incêndios? Tudo uma imensa treta. Por uma vez concordo com Rui Rio, isto é uma encenação completa, porque o que ontem foi votado tem impacto nulo no OE para 2019, infelizmente para os professores.

Mas tem sempre a sua graça ver ali o ministro Tiago, como se fosse alguém que decide ou tem peso político para dar uma opinião relevante.

19 thoughts on “É Este O Aspecto De Uma Reunião De Um Gabinete De Crise, Emergência E Etc?

  1. A fotografia mostra uma imagem da comissão eleitoral do PS. Aquele “sr” a quem chamam ME faz parte da decoração.
    Farsa é o que foi aprovado ontem.
    Anotem: com “vitórias” como a de ontem … estamos perdidos.

    Gostar

      1. “Só o calculismo eleitoral pode justificar que o Governo utilize a reposição de um direito consagrado nos orçamentos do Estado de 2017 e 2018 como pretexto para abrir um clima de crise e tentar impor retrocessos”,

        Calculismo eleitoral?
        Que nome tem quem assim actua? Estadista? Cacique? Ou outra m3rda ?
        Pobre país o meu!

        Gostar

  2. Ate o putativo ministro das finanças da sic (o zezinho) esta de mal com o mundo…. para os bancos beija a mão ao eurogrupo… para aqui no continente isto e o diabo….

    Gostar

  3. Já repararam que o ip3 não se vai fazer e o IVA irá passar para 25%, o drama o terror.

    É só demagogia e hipocrisia.

    Na opinião televisiva não há CONTRADITÓRIO????

    Ide-vos f****r

    Gostar

  4. Temos contra nós uma série de luminárias. Os rapazes do Blasfémias, que têm a mania -até porque isso é finamente inteligente e desempoeirado- que são liberais, escagaitam-se em disparates. Reagi assim a um post de um dos caramelos:

    «3 Maio, 2019 14:59
    É bom ter presente duas coisas:
    1.- É estranho que um partido que já nos levou à bancarrota 3 – vezes – 3!, se arvore agora em garante de boas contas.
    2.- Não há nenhuma orçamentação do acordado ontem no OE.

    Vai daí que me espanta que muitos saibam quanto vai custar a referida deliberação. Espetacular que entre estes eméritos sábios da contabilidade e sabedores de finanças se destaquem velhacos como o incontornável Costa, o inefável e manhoso Santos Silva, o inenarrável primo, pai, filho e tio César dos Açores, o inconstante, muito nulo, insignificante e discretíssimo Tiaguinho Brandão, e outras e bem diluídas luminárias da imprensa escrita, radiofónica e televisiva.
    Estranha e infelizmente, muitos deste faróis das boas contas calam-se perante os calotes formidáveis que uma mão cheia de vigaristas tem aplicado ao Estado português.
    – Isso é que é forte pena, pá!»

    Gostar

  5. A verdadeira razão pela qual estão em crise não tem a ver com os professores, mas sim com a notícia que saiu ontem sobre a roubalheira de 17 milhões aos fundos europeus pelos amiguinhos do Costa, os tais 73 arguidos, e que já levou um secretário de estado à demissão (boy do partido, antes chefe de gabinete de vários outros).

    Costa e César, exímios estrategas políticos (ou não víssemos a origem da gerigonça) aproveitaram-se da questão dos professores para esta encenação, até porque a campanha para as europeias está a correr mal (viu-se o desastre que é o candidato sopinha de massa do ps) e foi uma forma muito airosa para durante estes dias os media não falarem de mais nada. Já repararam? Caíram que nem patinhos. Tudo o que é jornal e comentador simplesmente não tocou na questão do roubo dos 17 milhões e, já agora, também não na legislação (de verdadeiros milhões) sobre a lei de bases da saúde e das ppp. Ou seja, Costa e César souberam muito bem, com esta farsa, atirar areia para os olhos dos portugueses.

    Sim, porque o que foi aprovado ontem não trouxe nada de novo. Uma mão cheia de nada. Já todos os partidos no passado tinham dito em algum momento que concordavam com a contagem de todo o tempo e mais não fizeram do que atirar o problema para o futuro, empurrando com a barriga para os que vierem.

    Conclusão: Trata-se de uma não crise, porque o problema dos professores mantém-se. Business as usual. A partir de agora, cada partido está em campanha, a pensar nas eleições e no próprio umbigo.

    Gostar

      1. Obrigado! Que não haja dúvidas. Preparem-se. Costa e César vão usar os professores para tudo e mais uma coisa (é só o princípio) e querem ganhar dividendos, vitimizando-se e virando a opinião pública contra os professores. Enquanto fazem isso, não se fala do que não interessa que se saiba… Os media? Estão no papo e alinham com tudo o que eles quiserem. Aliás, já começou, como o Paulo já bem apontou. Até já veio o sogro da Miss Piggy… O engraçado é que tanto Jorge Miranda como Bacelar Gouveia gostam muito de falar no princípio da igualdade da constituição, mas de forma compartimentada… Não deve haver igualdade nos direitos dos professores da mesma República?? !!Entre os Açores, a Madeira e o Continente??!! Como é? As regiões autónomas já não são portuguesas e ninguém deu por isso? Até o Presidente anda distraído, agora tão ocupado que está com os chinocas?

        Uma notícia que poderia animar o dia era a demissão do sr. Comediante, Tiaguinho de sua graça.

        Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.