Quanto Ao Eclipse Do “Professor” Marcelo, Enquanto Presidente…

… sobre a polémica do momento, parece-me a maior prova de que a causa dos professores é mais do que justa, embora difícil. Porque não se presta a selfies, nem a abracinhos, porque é um confronto claro entre o certo e o errado, em que ele não pode tomar uma daquelas posições sorridentes e esperar que ninguém reaja.

O silêncio de Marcelo Presidente demonstra a complexidade de uma questão em que o governo que ele não quer hostilizar mente com nulo pudor (agora até um secretário de Estado que parece ter saído debaixo de um qualquer calhau apareceu a asneirar) e, por isso, ele teve o senso de não aparecer a apoiá-lo. Não ter apoiado os professores – o momento de maior ambiguidade foi o veto por questões formais irrelevantes quanto à substância do problema – como costuma fazer com todos os queixosos deve-se ao facto de ele saber que esta é uma “guerra” que não admite zonas cinzentas, pois o Governo/PS a empurrou para uma situação sem quartel com a demonização de toda uma classe profissional (talvez com a excepção do séquito dos flexíveis formandos do SE Costa), a manipulação vergonhosa dos dados oficiais e a distorção de conceitos como equidade e justiça para além do admissível, mesmo no contexto da nossa medíocre vida política.

Voltando ao essencial: não pretendo selfies, sorrisos, abraços, deste Presidente ou qualquer outro (e é público que apoiei Nóvoa contra Marcelo e não sou daqueles que agora se dizem maravilhados por ter ganho quem acusavam das maiores malfeitorias). Sinto é alguma saudade de um Presidente que tenha a coragem de ser claro, sem duplicidades, sem jogos de bastidores, alguém que sirva a Verdade e a Justiça, sem reserva mental ou calculismos re-eleitoralistas.

Marcelo Costa

(e se isto é um recado em falso off... é apenas uma peça adicional na mediocridade generalizada e mais uma pisadela em princípios básicos de ética.)

11 thoughts on “Quanto Ao Eclipse Do “Professor” Marcelo, Enquanto Presidente…

  1. Esperar clareza e sinceridade do Marcelfie é equivalente a esperar virgindade da Cicciolina.
    Eles já estão a anos-luz desses conceitos, já esqueceram o que isso era.
    É ingenuidade, portanto.

  2. O homem é um narcisista. Especialista em gerir a imagem e com conselheiros que sabem que os profs são odiosos e maus para o ambiente político. É melhor tirar selfies com outros grupos “por via da integração social”.

  3. E que tal irem mas é trabalhar em vez de andarem a pedir progressões na carreira, algo que o país não pode assumir? Não gostam? tenho uma solução,. irem partir pedra para as obras.

    1. Vamos começar por partir a pedra que tens na cabeça. Não tens cérebro, tens pedra. Fizeste o básico parvalhão? Deixa-me adivinhar: fizeste o nono ano nas Novas Oportunidades.

  4. Senhor Pedro Miguel, das duas uma: ou não sabe ler, ou vem aqui a mando. Para tudo é preciso ter inteligência, até para partir pedra. Quanto a si, a avaliar pelo nível de argumentação, creio que nem para isso serve.

  5. Para o poeta Pedro Leitão.

    Talvez seja de pedra, ou talvez não,
    mas endureceu o Leitão.

    “Se tens um coração de ferro, bom proveito. O meu, fizeram-no de carne, e sangra todo o dia.”
    José Saramago

    Que tenha boas e suadas empreitadas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.