Quando Carlos César Governava Em Tempos De Crise

2010:

“É bom que o país saiba que os Açores não têm recursos a mais, têm dificuldades e são uma região pobre no contexto nacional”, afirmou Carlos César em declarações aos jornalistas em Ponta Delgada, respondendo à polémica em torno da decisão de compensar os funcionários públicos com salários superiores a 1500 euros pelo corte imposto pelo Executivo da República.

César salientou que, para compensar os funcionários públicos afectados, o seu executivo só teve de “cancelar uma obra num campo de futebol e apoiar um conjunto de trabalhadores e famílias”.

E por falar, mesmo, em “retroactivos”… nos Açores pagam-se a quem bem se quer… neste caso a funcionários das Misericórdias (situação verificada em 2014, durante a troika):

A Secretária Regional da Solidariedade Social transmitiu hoje à Direção da União Regional das Misericórdias dos Açores (URMA) que, durante a próxima semana, serão liquidados retroativos referentes a 2011 e 2012, num total de cerca de dois milhões de euros.

“A partir de segunda-feira serão enviadas as adendas dos protocolos às Misericórdias, com os respetivos valores refletidos, e, logo que sejam assinados, serão liquidados”, afirmou Andreia Cardoso, em declarações no final de uma reunião realizada em Angra do Heroísmo.

Em causa estão verbas referentes a promoções, progressões e diuturnidades de funcionários, que as Misericórdias, em muitos casos, tinham pago ao abrigo do antigo modelo de financiamento e que agora o Governo Regional procede à sua reposição.

memoria

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.