18 thoughts on “5ª Feira

  1. Eh, caro Paulo !
    Os comentários aqui “postados” são sempre (ou quase) pertinentes e interessantes .

    Pena que apareçam em catadupa, numa vertiginosa sucessão que não dá tempo para respirar.

    Acalme-se, homem!

    (espero que não me leve a mal … )

    Gostar

    1. Caro Manuel

      Se fosse apenas um post diário , vá que não vá. O “pior” é se for como ontem, dia 22, que foram 3 ou 4 …

      Compreenderão que – brincando – estou a “meter-me” com o nosso estimado Paulo Guinote.

      Gostar

  2. Completamente OFF TOPIC, se me permites, Paulo:

    Existe alguma escola neste país onde os resultados da avaliação do desempenho docente sejam publicamente revelados?

    Gostar

  3. A minha forma de protesto nas eleições do próximo domingo vai ser assim:

    Vou votar em BRANCO!

    Já imaginaram o que seria se uma percentagem muito significativa do eleitorado votasse em branco?

    Já imaginaram o que seria se o protesto e a reclamação fossem expressos por via do voto em branco?

    E o “Ensaio sobre a Lucidez” parece-me cada vez mais actual, pertinente e lúcido (redundância propositada…)…

    E escusam de vir com o argumento do “voto útil” que isso, no fundo, não expressa coisa nenhuma…

    Quando muito, expressa, apenas e só, uma certa forma de conformismo. E é exactamente disso que estou farta e enjoada…

    Gostar

    1. Parece-me que já aqui uma confusão entre voto útil e votos úteis (válidos)… só estes (úteis=válidos) é que são contabilizados, ou seja, abstenção, votar em branco, votar nulo, vale tudo o mesmo que é, nada. O melhor é mesmo votar em qualquer um, nem que seja num dos pequenos…

      Gostar

    2. Já pensei nisso… mais, já votei com isso em mente… mas isso é quando estive numa indecisão neutra… entre uma avaliação do passado e uma perspectiva de futuro algo confusa e não queria deixar de homenagear a liberdade e a democracia votando… agora, nesta eleições, o meu voto tem de entrar no computo da coisa… é uma das poucas manifestações de condenação sobre o passado recente que posso expressar…

      Gostar

  4. “O melhor é mesmo votar em qualquer um, nem que seja num dos pequenos…”

    Agradeço o conselho, mas não estou disposta a votar num partido em que não acredite genuinamente.

    E se não acredito, não voto em nenhum deles.

    O chamado “voto útil” até pode ser muito válido em termos de contabilização, mas não na minha consciência…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.