Há Pouquíssimas Coisas Mais Inúteis…

… na nossa Educação do que as provas de aferição em anos intermédios e disciplinas sortidas. Até poderia ser uma boa ideia, caso a implementação não tivesse sido de forma a torná-las umas desnecessária excrescência (sim, o pleonasmo é intencional). Nem vou falar nas de EF para não ser mal interpretado e bombardeado de novo pelo clube dos seus promotores e defensores da sua inigualável qualidade e relevância para o melhoramento do nosso sistema educativo. Nem no caso do 2º ano, porque é de pequenino que se exibe o jeitinho. Falo mesmo da outras, daquelas que, como as do 5º e 8º ano, não serve para praticamente nada, excepto para o poder que está transmitir aos incautos ou verdadeiramente ignorantes a sensação de se estar a fazer uma qualquer monitorização das aprendizagens, com umas provas que incluem um sortido de questões de diversas disciplinas como meter Matemática e Ciências na mesma prova de 5º ano e História e Geografia na de 8º. Se fossem os professores desses anos a marcar dois testes no mesmo dia, com matérias teoricamente globais de dois anos (como no 8º) eu queria ver por aí gente a arrepelar cabelos e acusá-los de torturadores de jovens. É verdade que em provas anteriores as perguntas de uma das disciplinas são do mais reduzido e elementar possível, mas isso só prova que não servem para aferir seja o que for. Tudo isto é um simulacro, um fingimento, que nem sequer procura disfarçar muito bem que não é para levar a sério, pois fazem-se provas sem coordenação entre ciclos, por forma a analisar o desempenho dos alunos da mesma coorte, nas mesmas matérias, ao longo dos ciclos.

Este ano estou com curiosidade para ver as provas de HGP (5º) e H/G (8º) para ver se melhorou ligeiramente a qualidade em relação à que foi feita em 2016-17 em HGP. Já agora… se isto servisse para alguma coisa, deveria ser a geração do 5º ano em 2016/17 a fazer prova de H/G quando chegasse ao 8º. Mas esses só lá chegam para o ano… E os que fizeram a prova de Estudo do Meio este ano ainda estão apenas no 5º, pelo que a prova do 5º também é feita à medida de nada.

Mas ocupa-se tempo, destacam-se milhares de professores para horas de vigilância ridícula, gasta-se papel (enquanto não é tudo online) e encena-se qualquer coisa. Porque isto é apenas uma representação. Nem sequer muito divertida. E de qualidade muito duvidosa.

Circo2

 

 

11 thoughts on “Há Pouquíssimas Coisas Mais Inúteis…

  1. A seguir no campo da inutilidade vêm as provas de equivalência à frequência, em dose dupla, todos os anos! Portanto se os meninos não conseguiram( ou não quiseram) passar no ano lectivo normal é agora com um exame escrito e em algumas disciplinas com uma prova oral, que o vão conseguir? Nunca tive nenhum caso em que isso acontecesse e mesmo indo às duas fases e com exames super fáceis. Excepto talvez no secundário, mas nesta situação já há quem consiga à custa de explicações. No 9º ano é uma desgraça! Os alunos chumbados a maioria porque foram irresponsáveis ao longo do ano inscrevem-se nesses exames, muitas vezes à última da hora, depois perdem-se nas datas e faltam ou acham que podem fazer como lhes for apetecendo, não estudam nada e claro nem que consigam fazer as PEF das outras disciplinas com sucesso(o que significa ajuda por parte de quem avalia a prova) chegam ao exame de Matemática e Português e espalham-se “à grande e à portuguesa”! Tudo isto parece apenas existir para dar trabalho aos professores que em muitos casos são arrastados por causa deste serviço a trabalhar até Agosto quando já deviam estar de férias. Este ano ainda via ser pior com o último exame da 2ª fase a 30 de Julho. E depois querem começar as aulas a 13 de Setembro? Então mas agora já não há direito a férias???

    1. Sofia,

      não se preocupe já.
      Não tarda nada os sindicatos, por exemplo, vão perceber o que já está previsto há meses e farão algo realmente impactante para salvaguardar o período – mínimo – de férias dos professores.

      Sinto que está para acontecer algo… Hum, talvez não esteja a sentir(-me) bem… Pode ser das alterações climáticas, de facto… 🤔

      1. Ah ah ah ah Essa é boa! Sabe, na minha escola obrigam-nos a vir assinar as pautas da 2ª fase das PEF que só saem em Agosto. Para isso temos de interromper as férias e tudo. Há uns anos queixei-me ao meu sindicato e foram de uma “ajuda enorme”!! Disseram-me que os directores podiam fazer isso e nada havia a fazer! Isto quando, sendo nós poucos professores eram sempre os mesmos que ficavam com a 1ª semana de férias estragada à conta dessa assinatura. Mas eu percebi a sua ironia 🙂 Realmente não sinto que nada se esteja a fazer, nem uma comichaozinha! Deve ser do calor…

      1. Pois. E quando produz sons, a qualidade dos que lhe saem da boca é equivalente à daqueles que lhe saem do outro extremo do sistema digestivo.

  2. Em qualquer atividade pública e privada séria e com objectivos de melhoria dos seus sistemas em 1º lugar para que se alcancem os objectivos específicos da atividade, “tempo é dinheiro” – na educação, como o tempo para além de não ser pago até é roubado, brinca-se em permanência para encher egos e currículos de gentes sem grandes escrúpulos!!!- é a sobrevivência de inutilidades e externalidades à Escola, ao Ensino e à Aprendizagem.

  3. É tudo tão triste que me deixa, às vezes, sem saber o que dizer. A educação há muito que anda à deriva, sem rumo. É anedótico…As provas de aferição são, mais uma, hipocrisia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.