1X2

Em caso de vitória, teria todas as razões para ficar, enquanto em caso de derrota ainda sente mais vontade de ficar. Se empatasse, então, em tal caso, estariam reunidas as condições naturais para ficar.

Mario_NSMBW-3

54

O número de provas de elevada aferição que deverei codificar (certo?) enquanto decorrem reuniões de avaliação, matrículas, vigilâncias, relatórios de final de ano, balanços de conteúdos e etc. Claro que teoricamente estamos dispensados da componente não lectiva, mas nem sempre é bem assim. Uma colega dizia-me hoje que no seu agrupamento quase com vista para o Tejo a senhora directora disse que todo o serviço é obrigatório, apesar de estamos a aferir/codificar.

Mas o despacho deste ano já existe: Despacho Dispensa Serviço Classificadores.

No meu caso codificarei em devido tempo e com o adequado rigor, porque a petizada não tem culpa das inutilidades alheias que as obrigam a fazer e de cujo “resultado” ou “(in)conseguimentos” tomarão conhecimento (?) daqui por uns meses. Mas confesso a minha animosidade em relação a tudo isto que não passa de um simulacro de “monitorização das aprendizagens”. Pelo menos esta prova de HGP de 5ºano foi, em termos técnico-científicos”, bem melhor do que a de há dois anos. Quanto à do 8º, foi uma espécie de sorteio de conteúdos pois em 90 minutos não se afere nada relevante relativo a dois anos de escolaridade de duas disciplinas.

sheldon-throwspapers

E O Que Ganhámos Com Isso?

Para além de se estar a desvalorizar o papel dos estivadores, camionistas e enfermeiros, parece que o Super-Mário já fica satisfeito com as medalhas que atribui a si mesmo (“os professores, diria assim, foram os únicos que tiraram o Governo do sério“). Nem foi uma vitória de Pirro, foi uma derrota em praticamente toda a linha e o fracasso claro da estratégia sindical de domesticação dos docentes nos 2,5 anos iniciais do mandato. Que Mário Nogueira conseguisse admitir que errou seria almejar a utopia, mas pelo menos que não enchesse o peito como um peru no dia depois do Natal seria o nível mínimo de decoro. Lá porque quer ficar até à reforma fora das salas de aula, podia pelo menos ter o decência de não nos querer tratar como idiotas (mesmo que muitos o sejam, por levarem-no a sério).

peru-real